Meteorologista Leandro Puchalski estreia coluna do tempo na edição impressa do Diário Catarinense Leo Munhoz/Agencia RBS

Puchalski trabalha há 16 anos na área e participou de coberturas como a do Furacão Catarina  

Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

A partir desta segunda-feira a previsão do tempo ganha um formato diferente no Diário Catarinense. Além do mapa, com a tendência para todo o Estado, o meteorologista Leandro Puchalski, da Central RBS de Meteorologia, passa a trazer informações e dicas sobre o tempo em uma coluna personalizada.

– A seção do tempo vai melhorar em dois importantes aspectos jornalísticos. O primeiro é confiança: por estar em Santa Catarina, o Puchalski tem condições de cruzar os dados meteorológicos com as peculiaridades da região para fornecer previsões mais precisas. O segundo é empatia: por ser bem conhecido pelo público, vai estabelecer uma conversa bastante informal com os leitores – afirma o editor-chefe do DC, Domingos Aquino.

Blog do Puchalski: Acompanhe as notícias do tempo em SC

Puchalski, que trabalha há 16 anos como meteorologista e atua também no Jornal do Almoço, da RBS TV, conta que a previsão evoluiu muito ao longo dos últimos anos e as pessoas passaram a contar cada vez mais com esses dados:

– É um desafio diário, um privilégio e uma grande responsabilidade trabalhar com essas informações. Santa Catarina tem muita variação do tempo e a previsão sempre contribui para a programação das pessoas, desde coisas mais simples, como a escolha de um passeio, até casos mais sérios, como em enchentes ou tempestades.

Assunto que mexe diretamente com a vida das pessoas

O meteorologista relembra fatos marcantes que já presenciou na cobertura diária do tempo no Estado, como o Furacão Catarina, em 2004, as enchentes, os invernos com neve, a chegada das cinzas do vulcão chileno Calbuco a Santa Catarina em 2015.

– As enchentes de uma maneira geral são coberturas complicadas, porque você trabalha diretamente com o medo das pessoas. Quando você fala da previsão de volumes altos de chuva por muitos dias, mexe diretamente com a vida de pessoas que já passaram por um extremo do tempo, como ter a casa alagada. Então, é algo que marca bastante – considera o meteorologista.

Puchalski, que escreve diariamente em seu blog, volta às páginas do jornal impresso para dar um olhar personalizado aos dados sobre o tempo, como fazia em 2014 quando teve uma coluna no DC, além de dicas para os leitores catarinenses:

– Eu sempre evito dizer ¿hoje o tempo está bom¿, já que o bom é relativo. Percorrendo todas as regiões do Estado e conversando com as pessoas, pude perceber isso e constatar as peculiaridades de cada região. Apesar de Santa Catarina ser relativamente pequena, há muita variação de clima – explica.

A nova coluna de tempo será publicada na mesma seção do jornal onde entra hoje o mapa do tempo. A editora de design do DC, Aline Fialho, afirma que a identidade visual foi mantida, com a edição de informações visuais:

– Fazer melhorias e alterações são sempre um objetivo e com conteúdo sobre o Tempo não é diferente, pois buscamos cada vez mais a precisão. A renovação do espaço era necessária e optamos por eliminar gráficos complexos e que seriam melhor qualificados na fala do especialista, reavaliando o uso de algumas funcionalidades, sem perder o mais importante: informação.

Leia também:
Domingo começa com temperatura negativa na Serra, mas massa de ar frio se afasta de SC ao longo do dia

Fotos: geada é registrada em Urupema, na Serra de SC

No dia mais frio do ano, Serra catarinense registra -4,8 ºC nesta sexta-feira

 Veja também
 
 Comente essa história