Rodrigo Faraco: uma grande decisão no bicampeonato da Chapecoense Charles Guerra/Agencia RBS

Foto: Charles Guerra / Agencia RBS

Santa Catarina viu uma grande decisão na Arena Condá. Dois times que lutaram e jogaram pela conquista. Trocaram vitória e derrotas nas finais, trocaram casas, e fizeram um espetáculo maravilhoso. Foi um jogo cheio de oportunidades, de reviravoltas, de alternativas. O Avaí foi melhor, criando as melhores oportunidades. A Chapecoense jogou muito na pressão, com bolas altas.

Ao Avaí faltou um gol e talvez um pouco menos de capricho – capricho que sobrou para Marquinhos na finalização aos 45 do primeiro. Passou muito perto, com o toque sutil do ídolo avaiano. Para a Chapecoense faltou este capricho. Algumas chances que foram barradas pela boa atuação do goleiro Kozlinski.

A Chape mereceu, pela campanha, e porque soube jogar o jogo das finais, com o que era preciso fazer. O Avaí também merecia. O que fez errado na Ressacada, fez certo na Arena Condá. Poderia ter comemorado. Seria justo. Como foi correto o título da Chapecoense. Há algum tempo o futebol catarinense não apresentava uma grande final. Esta foi! Uma grande disputa entre Chapecoense e Avaí. Que decisão!

Leia mais comentários de Rodrigo Faraco
Chapecoense fatura bicampeonato do Catarinense mesmo com derrota para o Avaí na Arena Condá
Marquinhos fala de chance perdida e comenta: "saio de cabeça erguida e com orgulho de ser vice"

 Veja também
 
 Comente essa história