Três dos quatro conselhos tutelares de Florianópolis retomam atendimento Cristiano Estrela/Agencia RBS

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Após 21 dias de paralisação, as atividades dos conselhos tutelares das regionais do Centro, Sul e Continente, de Florianópolis, voltaram ao normal nesta terça-feira. Desde o final de abril que os conselheiros estavam com as atividades parcialmente paralisadas. O grupo chegou a entregar um dossiê com pedidos de melhorias no espaço físico, de material — como carros e até impressora aos órgãos — e reajuste salarial ao prefeito Gean Loureiro.

Em uma carta aberta, os conselheiros afirmam que só optaram pela volta ao trabalho depois que o prefeito se comprometeu em atender as principais solicitações dos trabalhadores. Mas, caso as demandas não forem atendidas, corre o risco de as atividades serem paralisadas novamente, informaram em nota.

Já o conselho tutelar da região Norte continua não atendendo novos casos. Os trabalhadores optaram em seguir a paralisação até que a prefeitura contrate um técnico administrativo, que segundo eles, é fundamental para o funcionamento dos trabalhos.

"Foram mais de 326 novas denúncias em menos de 45 dias, além dos mais de 900 casos em andamento nas mesas das conselheiras. Decidimos dar prioridade ao andamento dos mais de 900 casos (...). Assim, só não ocorrerão atendimentos de demanda espontânea na sede do CT Norte e as denúncias devem ser feitas via telefone pelo número 0800 643 1407 (Disque denúncia Municipal)", informaram os conselheiros. 

Leia todas as informações sobre a Grande Florianópolis

 Veja também
 
 Comente essa história