Raça humana poderá ser extinta em 30 anos, diz Stephen Hawking Divulgação/AFP

Foto: Divulgação / AFP

A humanidade está em perigo devido às mudanças climáticas e ao excesso de pessoas, afirmou o físico Stephen Hawking durante palestra no festival de ciência Starmus, em Trondheim, na Noruega. Questões como a elevação da temperatura e o excesso de população podem contribuir para que a raça humana comece a ser extinta em 30 anos, segundo o professor.

Hawking acredita que o ideal seria os seres humanos criarem colônias na Lua e em Marte, para garantir a sobrevivência da humanidade, já que com a falta de espaço, os únicos lugares possíveis são outros mundos.

– A Terra está se tornando muito pequena para nós. Nossos recursos físicos estão acabando de forma alarmante – afirmou.

Leia mais:
Como o físico Stephen Hawking convive com a esclerose lateral amiotrófica
Buracos negros não existem, diz Stephen Hawking

Hawking disse que tudo isso não se trata de ficção científica e, sim, da lei da probabilidade. Por isso, segundo ele, se nos espalharmos pelo mundo, podemos mudar completamente o futuro dos seres humanos.

Stephen Hawking é um físico e cosmólogo que ajudou a entender a origem do universo, o papel dos buracos negros e escreveu o livro Uma Breve História do Tempo, enquanto multiplicava sua estimativa de vida muitas vezes. Diagnosticado aos 21 anos com esclerose lateral amiotrófica (ELA), tinha a expectativa de viver no máximo três anos e, em janeiro deste ano, comemorou seu 75º aniversário.

 DC Recomenda
 
 Comente essa história