Esta coluna foi produzida pela Redação do Diário Catarinense. O colunista Cacau Menezes está em férias e retorna a este espaço em agosto.  

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Por Leonardo Thomé

Alexandre Peralta Collares, sócio de dois escritórios em Brasília, é o novo advogado do governador Raimundo Colombo no inquérito que tramita na corte especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) desde dezembro de 2016 e investiga o governador na operação Lava-Jato. A mudança ocorreu esta semana.

Collares é jovem como seu antecessor, Daniel Meirelles Ferreira, entrevistado pelo DC em abril, então com 30 anos, e primeiro advogado do governador no processo. Mas diferente de Ferreira, cujo nome aparecia como representante legal em 41 processos no STJ, Peralta tem muito mais: 154 procedimentos.

As áreas de atuação de Peralta nas ações do STJ são diversas, vão desde direito do trabalho e da família até contratos bancários e direito tributário, entre outros.

Em 19 de junho, a agenda do ministro do STF, Edson Fachin, que levantou o sigilo de delações que trazem o nome do governador de SC, tem registrada no site do STF um encontro entre Fachin e Peralta. Na pauta, o assunto era outro procedimento.

Acompanhe as últimas publicações de coluna

Catarinense é destaque em Universidade da China

MPSC recebe doações de materiais relacionados à história e à literatura catarinenses

Colombo e dois ex-governadores são testemunhas do deputado Titon na Operação Fundo do Poço

 Veja também
 
 Comente essa história