Foto: Epagri / Divulgação

A Cidasc (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina) liberou no fim de semana a retirada, o consumo e a comercialização de ostras, mexilhões, berbigões e vieiras em Bombinhas. A proibição já durava duas semanas. A liberação ocorre depois que novas análises de laboratório indicaram que não há contaminação por algas tóxicas ao consumo humano. 

As amostras anteriores haviam apontado a presença de toxina DSP, chamada toxina diarreica, em Zimbros e Canto Grande. Ela é produzida por algumas espécies de microalgas que vivem na água, chamadas de Dynophysis, e quando acumuladas por organismos filtradores, como ostras e mexilhões, podem causar um quadro de intoxicação nos consumidores.

Santa Catarina é o único estado no país a fazer o controle total das marisqueiras, para garantir a qualidade dos produtos.

 DC Recomenda
 
 Comente essa história