Foto: Divulgação / SindiFoz

Servidores de Navegantes cruzaram os braços nesta quarta-feira para pressionar a prefeitura a renegociar benefícios como o vale-alimentação e a cumprir acordos feitos com o sindicato, especialmente em relação ao auxílio-doença e à licença maternidade.

Com a paralisação, nove postos de saúde ficaram fechados. As escolas abriram, e os professores que não aderiram à greve foram remanejados para que as aulas não fossem suspensas. A prefeitura alega que tem negociado com os servidores, mas enfrenta restrições de orçamento.

 Veja também
 
 Comente essa história