Reunião de vereadoresa para CPI do Natal Felicidade 2016
Foto: Alan Armiliato / Caâmara de Vereadores de Lages

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi instaurada na câmara de vereadores de Lages pra investigar se houve desvios nas decorações que seriam utilizadas no "Natal Felicidade 2016". A suspeita é que servidores que atuavam na coordenação e confecção da decoração estavam negociando esses objetos sem autorização da administração atual. A primeira reunião foi na noite de segunda-feira com a escolha dos membros. Jair Júnior (PSD) ficou como presidente na comissão e Lucas Neves (PP) como relator. Bruno Hartmann (PSDB), João Maria Chagas (PSC) e Ivanildo Pereira (PR) completam o grupo. A CPI tem 120 dias para apresentar o relatório final.

Agora a presidência da casa irá destacar dois servidores pra dar suporte às investigações e quando a equipe estiver formada uma nova reunião será feita pra definir quem será a primeira pessoa ouvida.

– O objetivo da CPI é trazer às claras o que realmente aconteceu no caso do desaparecimento da decoração natalina. Trata-se de dinheiro público, e enquanto Câmara de Vereadores temos a obrigação de apurar os fatos – comentou o relator Lucas Neves (PP).

Uma investigação paralela acontece no Ministério Público, após denúncia envolvendo um ex-servidor da prefeitura, que estaria utilizando o material para assuntos particulares. De acordo com assessoria do MP, objetos de decoração natalina, como lâmpadas de led e estruturas de metais, foram apreendidos no barracão particular do funcionário, mas ainda não há provas de que o material seria do poder público. O IGP irá fazer perícia pra analisar se as decorações são as mesmas utilizadas no Natal Felicidade 2016.

 Acompanhe outras de publicações de Eduarda Demeneck

Leia também:

Eduarda Demeneck: pacientes do hospital Tereza Ramos estão sem raios-x e mamografia

Chuva de granizo provoca destelhamentos e alagamentos em Lages 

 Eduarda Demeneck: o legado deixado pelos Jasc


 Veja também
 
 Comente essa história