Prefeito de Chapecó tem bens desbloqueados Reprodução/NSC TV

Monumento ao Centenário de Chapecó gerou polêmica. Valor da licitação foi de R$ 330 mil

Foto: Reprodução / NSC TV

O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, e o servidor Riquelmo Bedin, tiveram os bens desbloqueados no Tribunal de Justiça de Santa Catarina. 

O bloqueio havia sido determinado no início de novembro por uma liminar do juiz Selso de Oliveira, da Comarca de Chapecó, em virtude de uma Ação Civil Pública que identificou irregularidades na contratação de serviços para a confecção do monumento ao Centenário de Chapecó, do artista Roberto Claussen, no valor de R$ 330 mil. 

O Ministério Público entende que a licitação não abriu espaço para outros artistas e feriu os princípios de impessoalidade. O desembargador Vilson Fontana avaliou que não ficou provado o dano e por isso liberou os bens. Mas o processo continua tramitando.

 Veja também
 
 Comente essa história