Câmara de Florianópolis aprova relatório final da CPI da Moeda Verde sem responsabilizar ninguém Guto Kuerten/

O procurador da Câmara de Vereadores Antônio Chrain participa da leitura do relatório final da CPI

Foto: Guto Kuerten

O relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Moeda Verde foi aprovado com quatro votos na Câmara de Vereadores da Capital. A sessão terminou por volta das 16h desta terça-feira.

Depois de uma hora de discussão, a conclusão foi a mesma do inquérito da Polícia Federal (PF). É necessário aumentar a fiscalização de órgãos responsáveis pela concessão de licenças ambientais. O relatório não responsabilizou ninguém.

Participaram da votação o presidente da CPI, Jaime Tonello (DEM), o relator Deglaber Goulart (PMDB), e os vereadores Alexandre Filomeno Fontes (PP), João Aurélio Valente Júnior (PP) e Alceu Nieckarz (PRB), que pediu vistas do processo e preferiu não votar.

Agora, o relatório será encaminhado ao Ministério Público Estadual e Federal, Tribunal de Contas Estadual e Prefeitura Municipal.

Moeda Verde

A CPI foi instalada na Câmara depois que uma operação da PF revelou um suposto esquema de tráfico de influência na concessão de licenças ambientais em Florianópolis, envolvendo políticos, servidores públicos e empresários.  A PF chegou a prender temporariamente 22 pessoas, todos soltos logo depois.

DIARIO.COM.BR
 Veja também
 
 Comente essa história