Corredor de ônibus é alterado no primeiro dia de testes na Ilha de Santa Catarina Débora Klempous/

Por conta das mudanças, via principal do Rio Tavares ficou engarrafada nos dois sentidos

Foto: Débora Klempous

Em teste pela primeira vez das 17h às 20h desta sexta-feira, o corredor exclusivo para o trânsito de ônibus no sentido Centro-Bairro na Via Expressa Sul, em Florianópolis, sofreu alterações por volta das 17h30min. O motivo foi o congestionamento formado na direção oposta.

No plano inicial da Secretaria de Transportes e Terminais e da Polícia Militar Rodoviária, os coletivos que se deslocavam no sentido Centro-Bairro deveriam usar o sentido oposto, a partir do acesso à Costeira. Com a fila no sentido oposto, decidiu-se pelo plano C, desviando todo o tráfego de ônibus diretamente pela Costeira.

O plano B seria dividir a pista do sentido Bairro-Centro para veículos que iam nas duas direções, mas a ideia foi desconsiderada pelo possível aumento no risco de acidentes. As mudanças no trânsito criaram um certo tumulto na região, pois os motoristas tomaram conhecimento das alterações no local.

Os testes da faixa exclusiva de ônibus devem continuar nas próximas semanas, de segunda a sexta-feira. Nos fins de semana, o trânsito é normal.




Aperto, suor e desânimo

Sexta-feira é dia de encarar engarrafamento em Florianópolis. Acompanhado pela repórter Cris Vieira e a fotógrafa Débora Klempous, do jornal Hora de Santa Catarina, subi em um ônibus da linha Rio Tavares Direto para ver se o corredor de ônibus funciona na prática.

Nosso veículo saiu com 25 minutos de atraso do Terminal de Integração do Centro (Ticen) lotado de pessoas inconformadas. O motorista culpou o corredor de ônibus, que sobrecarregou a Costeira e atrasou sua viagem de volta.

De pé, apertados e suando, vimos a surpresa do motorista ao saber, no meio do caminho, que nessa viagem transitaria pela Costeira. Ao redor, o desânimo de quem só queria chegar cedo em casa e não estava muito aí para malabarismos viários.

Depois de 35 minutos, com engarrafamento nos dois sentidos no Rio Tavares, desembarcamos no Terminal de Integração do Rio Tavares (Tirio). Nosso carro fez o trajeto normal pela Via Expressa e chegou lá no mesmo minuto.

Na volta, ainda topamos com o vice-prefeito e secretário de Transportes João Batista Nunes, observando o movimento na Via Expressa. Encharcados pela chuva, ouvimos a satisfação dele com o resultado do corredor de ônibus e seu medo quando o sistema original provocou o caos no trânsito do Sul da Ilha.

A dona Julçá Vieira, 67, uma das cerca de cinquenta pessoas que desembarcaram no Tirio, tinha uma opinião parecida e soou grata ao dizer que perdeu 35 minutos em uma viagem que já custou uma hora. Pelo menos ela não se molhou com a chuva.


Roberto Saraiva, jornalista
roberto.ferreira@diario.com.br

RBS TV E DIARIO.COM.BR
 Veja também
 
 Comente essa história