Projeto catarinense Acolhida na Colônia é referência nacional Diego Redel/

Famílias agricultoras recebem turistas com hospedagem simples e boa comida

Foto: Diego Redel

Técnicos do programa Vivências Brasil vieram conhecer de perto o projeto catarinense de turismo rural Acolhida na Colônia, iniciativa considerada de referência nacional. Os municípios que integram o projeto estão entre os 65 destinos do Brasil de turismo rural.

O Vivências Brasil é um projeto da Associação Brasileira de Operadoras de Turismo (Braztoa). Especialistas em turismo viajam o país para observar a operação e estratégias de desenvolvimento de produtos turísticos de referência no Brasil. O projeto tem a parceria do Ministério do Turismo e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)

Como funciona

Famílias agricultoras de Anitápolis e Rancho Queimado, na Grande Florianópolis, Santa Rosa de Lima, no Sul, e Urubici, na Serra, recebem os turistas em suas propriedades. Comida regional, a rotina do campo e o contato com a natureza são os maiores atrativos do programa.

A Acolhida na Colônia existe desde 1998 e é uma associação de agricultores familiares que viram no turismo rural uma forma de incrementar suas rendas. A associação integrada à Rede Accueil Paysan (atuante na França desde 1987) que tem a proposta de valorizar o modo de vida no campo através do agroturismo ecológico.

Além dos representantes do Vivências Brasil, visitaram os municípios que integram a Acolhida na Colônia a equipe do Ministério do Turismo responsável pela segmentação nacional do turismo, um representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário e técnicos do Sebrae Nacional e da Braztoa.

Segundo informações da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, outras propriedades que operam com turismo rural, em Lages, na região turística da Serra catarinense, receberão os grupos de agências e operadoras turísticas, da Santur e do Sebrae/SC.

DIARIO.COM.BR
 Veja também
 
 Comente essa história