Fernandão: "Queria ter sido tratado com mais respeito pelo Inter" Divulgação/

Novo uniforme do Goiás foi apresentado ontem e o número 9 será de Fernandão

Foto: Divulgação

O atacante Fernandão foi apresentado no Goiás no início da tarde desta quarta-feira e aproveitou para explicar os motivos de não ter voltado a defender o Internacional. O ex-capitão colorado mostrou-se muito chateado com o vice-presidente do Inter, Fernando Carvalho, com quem firmou a prioridade dos gaúchos em tê-lo em um possível retorno ao Brasil.

– No início de julho, liguei para o Fernando Carvalho, com quem tinha firmado um compromisso de priorizar o Inter numa possível volta ao Brasil, e avisei que estava próximo de rescindir contrato. Essa informação vazou e outros clubes me procuraram, mas não falei com nenhum deles sobre o compromisso que tinha com o Carvalho. Semana passada rescindi e avisei a ele, liguei dez vezes para ele – contou.

Fernandão garante que não foi tratado pelo Inter com o respeito que merece por tudo que conquistou no clube gaúcho – capitão nas conquistas do Copa Libertadores e do Mundial de Clubes em 2006.

– No sábado passado, recebi um e-mail do Fernando Carvalho. Na primeira vez que fui para o Inter, o mesmo Fernando veio pessoalmente a Goiás negociar comigo. Eu era um desconhecido. Agora, quatro anos depois, não sou mais um qualquer. Queria ter sido tratado com mais respeito. As pessoas que eu admirava me trataram como qualquer um – contou, reafirmando que o dinheiro não seria problema para seu retorno ao Beira-Rio.

– Nesse email, ele pediu para eu enviar a minha proposta e eu me senti envergonhado com isso. No mesmo dia, recebi a ligação do Goiás, que me abriu as portas de maneira muito emocionante. O Inter deveria ter sido mais claro comigo. Fiquei com uma imagem ruim em outros clubes pelo respeito que tive com eles, mas que eles não tiveram comigo. Vivi grandes momentos lá e o dinheiro também não seria fundamental na volta. Queria jogar onde me sentisse bem e sei que aqui vou me sentir. Essa explicação é para o torcedor do Internacional. Meu amor por eles continua.

Fernandão explicou que, inicialmente, Fernando Carvalho não viajaria para o Japão, onde o Inter conquistou nesta quarta-feira o título da Copa Suruga, para poder conversar com ele. No entanto, o dirigente foi para terras japonesas e não retornou suas ligações.

"Sou um filho do Goiás"

Além do carinho pelo Goiás, o jogador garantiu que a possibilidade de brigar pelo título do Campeonato Brasileiro pesou e, para ele, o Goiás está no mesmo nível dos outros grandes do futebol brasileiro.

– O Goiás tem tudo pra brigar pelo título do Brasileirão e precisa disso. Temos estrutura, um elenco maravilhoso, e precisamos do apoio incondicional da torcida – pediu o jogador, que ainda lembrou de como ficou satisfeito ao saber que iria voltar ao Goiás e à Goiânia. – Sou um filho do Goiás. Cresci aqui, virei homem aqui e tudo que tenho na vida foi por causa do Goiás. Quando surgiu a possibilidade de voltar fiquei profundamente tocado – finalizou.

LANCEPRESS
 Veja também
 
 Comente essa história