Logística pode atrasar a entrega de cerveja neste fim de ano na Ilha Julio Cavalheiro/

Segundo Ambev, não deve ocorrer falta de cerveja e chope neste fim de ano

Foto: Julio Cavalheiro

Calor, praia, festas de fim de ano. Não pode faltar a cerveja. E não vai, garante a maior empresa brasileira do setor, AmBev. Mas é bem possível que a loira tão desejada não chegue gelada até você porque ficou presa no trânsito. Aliás, como quase todo mundo na Ilha de Santa Catarina, entre o Natal e Réveillon.

A população triplica, os bares e restaurantes lotam e a areia das principais praias turísticas da Capital catarinense ficam sem espaço. Pena que o acesso a essas mesmas praias fique tão congestionado, nesta época do ano, que, muitas vezes, o caminhão da cerveja não chega a tempo para reabastecer os freezers dos bares lotados.

— O problema em Florianópolis é de logística. O desequilíbrio entre o movimento normal de temporada e os dias entre Natal e Ano Novo é muito grande. É uma questão estrutural — tenta justificar o presidente da Associação dos Bares e Restaurantes (Abrasel/SC), Ézio Librizzi.

Segundo ele, como é um aumento na demanda muito pontual, ninguém contrata pessoal ou compra equipamento para atender um movimento de menos de 10 dias. Isso se reflete na falta pontual de produtos e serviços.

— Existem lugares de difícil acesso, que só abrem à noite. Não há como os fornecedores adequarem suas rotas. A viabilidade é limitada em lugares entre os preferidos dos turistas. Por isso, não temos reclamação de falta de abastecimento de cerveja, mas de problemas nas entregas deste e de muitos outros produtos — diz.

A AmBev diz que não há qualquer previsão de desabastecimento de cerveja e chope em Santa Catarina e garante estar estruturada para garantir o atendimento da demanda também no que se refere a questão logística.

Mas ressalta que, nesta época há aumento do consumo de bebidas, o que pode ocasionar faltas pontuais nos picos de consumo.

A AmBev vai investir até R$ 1,5 bilhão em 2010 para ampliar a produção e a capacidade de distribuição. Além disso, foram acrescidos, neste ano, 500 veículos à frota terceirizada a serviço da companhia e outros 400 devem ser incorporados no ano que vem, informou a assessoria de imprensa.
 DC Recomenda
 
 Comente essa história