Ciclone ganha intensidade e vira tempestade tropical Divulgação/NOAA/

Imagem de satélite, do começo da manhã, do sistema que está sobre o mar

Foto: Divulgação/NOAA

O ciclone que está sobre o oceano, entre Santa Catarina e o Rio Grande do Sul, ganhou intensidade entre a noite de terça-feira e a madrugada desta quarta-feira.

De acordo com o Serviço Norte-Americano de Monitoramento de Furacões (NOAA), o sistema passou a ser classificado como tempestade tropical de categoria um, com ventos acima dos 65 quilômetros por hora.

Durante a madrugada, foram registradas rajadas de vento de até 50 km/h e chuva fraca no Litoral Gaúcho.

Como até o início da manhã o fenômeno encontrava-se parado sobre o mar, ele não chegava a influenciar as condições do tempo no continente. Mas a situação pode mudar a qualquer momento.

O meteorologista Leandro Puchalski, da Central RBS de Meteorologia, alerta que há o risco, caso a tempestade se aproxime da costa, da mudança brusca no tempo. A temperatura acima da média da água do oceano e o vento fraco em altitude contribuem para a permanência do sistema na região.

Os especialistas monitoram as alterações e, caso haja mudança significativa, deverão divulgar novas informações.

Conforme a Epagri/Ciram, órgão estadual que monitora as condições meteorológicas, o risco do sistema atingir municípios catarinenses é reduzida. Os analistas do órgão apontam a redução das instabilidades entre a madrugada e o começo da manhã de quarta.

Durante todo o dia, o mar segue agitado e a navegação costeira é desaconselhada.

Saiba mais no blog da Central RBS de Meteorologia
DIARIO.COM.BR
 DC Recomenda
 
 Comente essa história