Suspeitos de matar comandante da Polícia Militar de Lebon Régis estão soltos Daisy Trombetta/

Corpos estavam dentro de carro, que foi abandonado com o motor ligado

Foto: Daisy Trombetta

A execução de um policial militar e de um agricultor em Fraiburgo, no Meio-Oeste de Santa Catarina, na manhã desta quinta-feira pode ter sido motivada por uma discussão. Três suspeitos, que foram detidos e liberados, foram filmados em um posto de combustíveis de Lebon Régis discutindo com as vítimas horas antes do crime. As imagens já foram entregues à polícia.

Nesta quinta-feira, o trio foi flagrado com duas espingardas e três revólveres compatíveis aos utilizados no assassinato do comandante da Polícia Militar de Lebon Régis, Valdecir Alberto Ferreira, 45 anos, e o agricultor Jovane dos Santos Pires, 43 anos. Eles foram autuados por posse ilegal de arma de fogo, detidos e liberados.

De acordo com o delegado Thiago Nogueira, que cuida do caso, a polícia ainda apura uma possível participação dos suspeitos nos assassinatos. A discussão teria sido flagrada pelas câmeras entre às 4h e 5h. Para o delegado, a briga está entre as possíveis motivações para o crime.

— Estamos analisando as imagens das câmeras de segurança do posto. Ainda não sabemos se as vítimas já conheciam os suspeitos.

Uma das suspeitas da policia é de que, após o desentendimento, as vítimas tenham sido perseguidas de Lebon Régis até o interior do município de Fraiburgo, na comunidade de Faxinal dos Domingues, onde foram mortos a tiros.

O crime

Os corpos de Ferreira e Pires estavam dentro de um Fiat Strada vermelho e foram localizados às 6h45min por um morador da comunidade rural de Faxinal dos Domingues. Havia lesões causadas por arma de fogo no rosto e no corpo das vítimas.

O veículo estava abandonado em uma estrada de chão, distante três quilômetros da SC-453, com o motor ligado. A polícia acredita que a execução tenha ocorrido pouco tempo antes de o carro ter sido localizado pelo morador.

Ao chegar ao local, a polícia constatou que uma das vítimas, o agricultor, estava armado com um revólver de calibre 38, registrado legalmente. Há suspeitas que ele tenha trocado tiro com os criminosos.


Valdecir Alberto Ferreira era 3º sargento da Polícia Militar e há dois anos comandava a corporação de Lebon Régis. Ele estava na polícia há 26 anos. Ferreira era casado e tinha dois filhos, um de 20 e outro de 23 anos.

 DC Recomenda
 
 Comente essa história