G. Love abre show de Jack Johnson em Florianópolis nesta sexta-feira Midiorama/Divulgação

G. Love mistura blues, folk, jazz, r&b com as sacadas do hip-hop

Foto: Midiorama / Divulgação

Jack Johnson não será o único interesse para os fãs da boa música no dia 3, em Florianópolis. Quem abre o show dele na próxima sexta-feira é uma figura que, apesar de não tão conhecida quanto o havaiano, assina uma curiosa e inspirada mistura musical que rendeu uma legião de seguidores pelo planeta.

Inclusive em Santa Catarina, já que Garrett Dutton — ou melhor, G. Love, como é mais conhecido — está retornando à capital catarinense, onde tocou em 2007, no 4º Festival Alma Surf. Ele é o rosto e a mente por trás do sucesso do grupo G. Love & Special Sauce. Trata-se de uma saborosa sopa de influências, que junta blues, folk, jazz, r&b com as sacadas do hip-hop.

Dutton nasceu em outubro de 1972, em Society Hill, uma cidade vizinha de Filadélfia (EUA), onde começou a tocar guitarra com apenas oito anos de idade. Logo estaria tocando também harmônica e compondo. Suas primeiras influências foram Bob Dylan, John Hammond Jr., Run-DMC, Beastie Boy e Schoolly D.

Histórico musical

Enquanto cursava o Ensino Médio, G. Love tocava nas ruas em Filadélfia. Quando se mudou para Boston, resolveu investir mais seriamente na carreira. Tocava a toda hora e em qualquer lugar onde conseguisse ser escalado. Em um bar chamado The Tam O'Shanter, um dos lugares onde se apresentava, conheceu o baterista Jeffrey "The Houseman" Clemens, em 1993. Começaram a se apresentar como duo, e mais tarde fundaram sua primeira banda com a entrada do baixista Jim "Jimi Jazz" Prescott.

Em 1994, eles lançaram seu primeiro disco, que levava apenas o nome do grupo. Em 1995, chegou o ótimo Coast to Coast Motel, e em 1997, Yeah, It's That Easy. Em 1999, no álbum Philadelphonic, gravaram uma versão de Rodeo Clowns, do então desconhecido artista Jack Johnson, com quem excursionariam em seguida.

A amizade cresceu e rendeu estreita parceria. Inicialmente gravando pela Epic Records, subsidiária da Sony, o artista e seu grupo passaram a fazer parte do elenco da gravadora de Johnson, a Brushfire Records. Também participaram dos CDs de Slightly Stoopid e Donavon Frankenreiter, além de excursionar com Dave Matthews.

Em 2010, G. Love conheceu Seth e Scott Avett, os Avett Brothers. As afinidades levaram os dois grupos a excursionarem juntos. Os Avett produziram o novo álbum de G. Love, Fixin' to Die, lançado em fevereiro deste ano. Trata-se do primeiro lançamento de Love sem créditos para o Special Sauce. Praticamente todo acústico e com uma acentuada tintura country, marca uma nova fase da carreira do artista.

Depois de Santa Catarina, turnê encerra no Rio

A turnê de Jack Johnson, chamada To The Sea, tem ao todo oito shows no país. Começou no dia 21, em São Paulo, quando o cantor foi um dos headliners do Festival Natura Nós, na Chácara do Jockey. Também passou por Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife; e ainda tocará em Porto Alegre (dia 2), antes de chegar a Florianópolis, onde toca no Stage Music Park. Encerra no Rio de Janeiro, domingo, dia 5.

DIÁRIO CATARINENSE
 DC Recomenda
 
 Comente essa história