Servidores públicos de Joinville convocam mais funcionários para aderirem à greve  Salmo Duarte/Agencia RBS

Servidores se reuniram no bairro Jardim Paraíso

Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Nesta quarta-feira, os servidores públicos em greve fizeram nova manifestação pelos bairros de Joinville, desta vez, no Jardim Paraíso. Pela manhã desta quarta-feira, eles se reuniram em frente às escolas e CEIs do bairro para convocar mais funcionários a aderir ao movimento, que chegou ao seu 24º dia de paralisação.

MAIS: PARTICIPE DO CHAT COM URLICH E DALBOSCO

Outro objetivo dos grevistas foi recolher assinaturas para abaixo-assinado, que segundo o sindicato da categoria já ultrapassa as 10 mil assinaturas, que tem como objetivo pressionar o executivo a apresentar uma melhor proposta de reajuste, que possa colocar fim ao movimento.

Além disso, o presidente do sindicato, Ulrich Beathalter, aproveitou o momento para convocar a população a participar de uma assembleia geral, que será realizada na próxima segunda-feira, dia 6, na Praça da Bandeira.

Beathalter ressaltou ainda que a postura da Prefeitura de não pagar os dias parados aos grevistas e a antecipar do pagamento do salário para esta sexta-feira são estratégias para enfraquecer o movimento. O chefe de gabinete da Prefeitura, Eduardo Dalbosco, nega que esta seja uma estratégia, mas acredita que, com o desconto em folha, a adesão à greve diminua.

Para tentar evitar o desconto dos dias parados, Beathalter afirma que o sindicato entrará nesta quarta-feira com um mandado de segurança junto ao Tribunal de Justiça, em Florianópolis, para recorrer contra a decisão da Justiça local, que indeferiu o pedido.

Mas, segundo Beathalter, mesmo que ocorra o desconto, os manifestantes prometem continuar na rua, para exigir uma proposta de reajuste que atenda as reivindicações da categoria.
A NOTÍCIA
 DC Recomenda
 
 Comente essa história