Olsen Júnior é eleito o novo imortal da Academia Catarinense de Letras Daniel Conzi/Agencia RBS

Depois de ganhar a eleição nesta noite, Olsen passa a ocupar a cadeira número 11

Foto: Daniel Conzi / Agencia RBS

O escritor Oldemar Olsen Jr. é o novo imortal da Academia Catarinense de Letras (ACL). Ele obteve 19 dos 33 votos votos úteis no segundo turno da eleição para a cadeira de número 11, que pertenceu ao escritor Hoyedo de Gouvêa Lins, morto no ano passado. Na eleição, realizada na noite desta segunda-feira, também concorreram a viúva de Hoyedo, Zenilda Lins — que ficou em segundo lugar na disputa —, o advogado Mário Rosa e o desembargador Ledio Rosa.

Olsen Jr., que concorreu pela sexta vez a uma cadeira na ACL, tem 56 anos, nasceu em Chapecó, é formado em Direito, mas sempre se destacou pelas atividades de jornalista e escritor.

Na literatura, além de autor, fundou e dirigiu as editoras da Furb, em Blumenau, e a Editora Paralelo 27 e a Obras Jurídicas, em Florianópolis. Entre seus livros, destacam-se os volumes de contos Desterro, Os Esquecidos do Brasil e A Cidade dos Homens Indiferentes, o romance Estranhos no Paraíso, a novela O Burguês Engajado e a reunião de crônicas Confissões de um Cínico.

O escritor definiu a escolha de seu nome como uma "vitória da literatura".

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história