O jornalista Rafael Martini, da coluna Visor do Diário Catarinense, teve acesso a um áudio com a suposta voz do tenente-coronel Rogério Khumlen, comandante do 14º Batalhão da PM, em Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina.

Segundo a apuração de Martini, a gravação feita por um celular registra um homem, que seria Khumlen, afirmando ser impossível o relacionamento entre a PM e a Polícia Civil. Ofende os delegados e promotores de Justiça da Comarca com termos impublicáveis e afirma ter rasgado um ofício que um delegado encaminhou a ele.

O homem da gravação também garante que tem “as costas quentes” asseguradas pelo comando geral da PM e até por um senador catarinense.

As declarações teriam sido captadas durante reuniões na sede do Batalhão. Khumlen não foi localizado e a assessoria de Comunicação da PM disse que iria apurar eventuais “exageros”.

Para os delegados, a declaração apenas mostra a verdadeira “face da PM”. A gravação surgiu um dia depois que a Associação dos Oficiais publicou no DC uma carta em que critica a postura da Polícia Civil.
DIÁRIO CATARINENSE
 DC Recomenda
 
 Comente essa história