Polícia controla princípio de rebelião no Complexo Penitenciário de Florianópolis Guto Kuerten/Agencia RBS

Clima ficou tenso no início da manhã após a tentativa de fuga e a reação policial

Foto: Guto Kuerten / Agencia RBS

A Polícia Militar informou ter controlado o princípio de rebelião registrado no início desta manhã no Complexo Penitenciário de Florianópolis. Segundo o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), cerca de 200 presos ficaram amotinados no pátio depois de uma tentativa de fuga.

Por volta de 7h, três homens detidos na ala E do Presídio Masculino teriam conseguido serrar as barras da cela e escapar. Dois agentes prisionais foram feitos reféns, segundo funcionários da unidade. Eles sofreram ferimentos leves.

Moradores da região disseram à reportagem que a polícia usou bombas para conter os presos. Após a tentativa de fuga, a direção da unidade determinou uma busca nas celas e suspendeu as refeições.

Familiares dos presos que aguardavam a revista para a visita ficaram nervosos com a movimentação e os sons de disparos.

O complexo fica no Bairro Agronômica, uma área residencial a poucos quilômetros do Centro da cidade. Além do Presídio Masculino, abriga o Presídio Feminino, a Penitenciária de Florianópolis e celas para presos temporários. Juntas, as unidades abrigam cerca de mil presos.

Transferência deve ocorrer nesta manhã

Dos presos que participaram da princípio de rebelião, 70 deles serão transferidos para unidades prisionais da Grande Florianópolis e do Interior do Estado. As famílias aguardam a liberação dos nomes para saber quem deve sair da Capital.

DIÁRIO CATARINENSE
 DC Recomenda
 
 Comente essa história