Pedagogia de Projetos arquivo pessoal/arquivo pessoal

Paty Fonte

Foto: arquivo pessoal / arquivo pessoal

O mundo avança avassaladoramente...

O ensino tradicional baseado na transmissão e acúmulo de informações não condiz com a sociedade da informação, globalizada e multimídia. Há uma inquietação geral por parte dos educadores frente aos desafios da atualidade, o que só resolveremos com otimismo, determinação, sentimento e, principalmente humildade - disponibilidade para aprender tanto quanto para ensinar. Aprender novas técnicas, aprender a se colocar no lugar do aluno, aprender a ver o mundo com os olhos do novo tempo, usufruindo das inúmeras possibilidades que ele oferece. Há de se ter coragem, ousadia, mas, sobretudo ideal. A certeza que podemos viver num mundo melhor, transformando-o através de uma educação eficaz.

A Pedagogia de Projetos surge da necessidade de desenvolver uma metodologia de trabalho pedagógico que valorize a participação do educando e do educador no processo ensino - aprendizagem, tornando-os responsáveis pela elaboração e desenvolvimento de cada projeto de trabalho.

O ensino tradicional e o modelo clássico da escola não mais correspondem às exigências da sociedade atual, dinâmica e caracterizada pela inovação tecnológica: o modelo de currículo organizado em disciplinas dispostas de modo fragmentado, sem correlação ou nexo entre elas, vem sendo repensado e tende a ser substituído, para que a escola se aproxime mais da sociedade e que os alunos se envolvam mais no processo educativo.

É nesses termos que a idéia de trabalho com projetos na escola surgiu a partir da "tematização" proposta já no final dos anos 80 do século XX, como recurso pedagógico da metodologia de ensino sócio-construtivista, toma corpo e se desenvolve a partir de 1990.

Não se trata de uma técnica atraente para atrair a atenção dos alunos: seu objetivo é fazer com que o aluno se envolva intensamente na atividade educativa alvo do projeto proposto.

Significa, também, repensar a escola, o currículo, os tempos escolares, a avaliação e os objetivos da educação escolar.

Como ensinou Paulo Freire acrescentamos a essa metodologia uma reflexão sobre a realidade social, orientando os projetos de trabalho para uma reflexão sobre as condições de vida da comunidade que o grupo faz parte, analisando-as em relação a um contexto sócio - político maior e elaborando propostas de intervenção que visem transformação social.

Os projetos pedagógicos permitem uma aprendizagem por meio da participação ativa dos educandos, vivenciando as situações - problema, refletindo sobre elas e tomando atitudes diante dos fatos. Ao educador compete resgatar as experiências do educando, auxiliá-lo na identificação de problemas, nas reflexões sobre eles e na concretização dessas reflexões em ações.

Os temas gerais dos projetos, seus conteúdos específicos e a maneira como eles são desenvolvidos não devem ser propostos apenas pelo educador ou por pessoas que não estejam diretamente envolvidas no trabalho. Trata-se de uma ação coletiva envolvendo educador, educando, instituição e comunidade.

A escolha dos temas e dos conteúdos específicos a serem trabalhados é de responsabilidade de todos e deve ser pensada de forma a contemplar a realidade do educando, a sua cultura e remeter a uma reflexão sobre Cidadania, gerando ações de intervenção social passíveis de serem viabilizadas.

O site Projetos Pedagógicos Dinâmicos surgiu na luta contra a simples transmissão de conhecimentos prontos e acabados, apresentando novas estratégias, sugestões de atividades originais, reflexões pertinentes, soluções criativas e práticas bem sucedidas, tornando-se um apoio constante aos docentes em serviço. Logo em seguida surgiu a ideia do livro.

A obra Projetos Pedagógicos Dinâmicos foi lançada pela WAK editora em 17 de março de 2011 e reúne assuntos educacionais atuais, instigantes e polêmicos através de relatos, artigos, projetos, reflexões e sugestões de atividades baseados na crença de que o processo ensino-aprendizagem só é eficaz se for realizado com paixão e entusiasmo, tanto pelo professor que ensina como pelo aluno que aprende. Os docentes são desafiados a um trabalho que envolve dinamismo, ousadia e sentimento.

Todo o trabalho é fundamentado no exercício constante de desenvolvimento da criatividade e da análise crítica, vislumbrando possibilidades originais de atuação para uma prática pedagógica inter e transdisciplinar, condizente com o tempo em que vivemos, assumindo o compromisso de engajamento na luta por uma educação inovadora, justa, de qualidade e, sobretudo, afetiva.

Paty Fonte (Patrícia Lopes da Fonte)
Educadora especialista em pedagogia de projetos, escritora, autora do livro "Projetos Pedagógicos Dinâmicos: a paixão de educar e o desafio de inovar" da WAK editora; autora e tutora de cursos presenciais e on-line de educação continuada a docentes, coach, palestrante. Idealizadora e diretora dos sites:
www.projetospedagogicosdinamicos.com
www.cursosppd.com.br

CONTATOS:

E-mail: patyfonte@projetospedagogicosdinamicos.com

Twitter: http://twitter.com/PatyFonte

Blog: http://www.paixaodeeducar2.blogspot.com/

>>Leia outros artigos aqui

 DC Recomenda
 
 Comente essa história