Dois ciclistas perderam a vida neste fim de semana em Florianópolis, um no Leste e o outro no Norte da Ilha. No primeiro caso, o funcionário da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), José Lentz Neto, 60, foi atropelado por um motociclista, na avenida Madre Benvenuta, na tarde de sexta-feira e morreu no trajeto até o hospital.

No Norte da Ilha, em Canasvieiras, segundo dados da Polícia Militar, Clóvis Irineu Caetano, 44, teria sido vítima da distração. De acordo com a PM, às 19h35min do sábado, em frente ao Terminal de Integração de Canasvieiras (Tican), o ciclista se desequilibrou quando colocou a mão no bolso para pegar o celular, bateu o corpo em um ônibus do transporte coletivo que passava ao seu lado e caiu no chão chocando a cabeça contra o meio-fio da calçada.

O ciclista era de Porto Alegre e morava no bairro Ingleses. De acordo com a perícia realizada no local, o coletivo não teve participação no acidente.

A morte assustou os mais de 40 passageiros da linha Ingleses via Santinho. Cinthia Remedi, que estava no ônibus, diz que a vítima permaneceu sem atendimento por mais de 10 minutos, mesmo estando a poucos metros da Unidade de Pronto-Atendimento do Norte da Ilha e de um posto do Corpo de Bombeiros.

— Havia muito sangue no chão e assim que ele caiu já não respirava mais. Enquanto esperávamos outro ônibus para embarcar não chegou ninguém para atendê-lo— lembra.

Conforme relatório da Polícia Militar Rodoviária, somente nas rodovias catarinenses, 90 ciclistas se envolveram em acidentes este ano e 20 deles morreram.

 Veja também
 
 Comente essa história