"A última coisa que fiz foi procurar dentro do mato", conta avô de adolescente morta em Joinville Salmo Duarte/Agencia RBS

Pertences da jovem também estavam no matagal

Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

— Eu a encontrei. Pelo o que sabíamos ela tinha desembarcado no caminho de casa, naquele trecho de 200 metros. A última coisa que eu fiz foi procurar dentro do mato —relatou Emílio Schier, 66 anos, avô de Vitória Schier, 16, que foi encontrada morta na madrugada desta terça-feira, a cerca de 20 metros para dentro de um matagal à beira da rua Carlos Alberto Neubauer, no bairro Bom Retiro, zona Norte da cidade.

De acordo com a família, a menina teria desaparecido na manhã de segunda-feira, quando havia saído para ir à escola. Como ela não voltou, os pais chamaram a polícia.

O corpo foi encontrado próximo a um córrego durante as buscas, por volta da 1 hora. A família teria se dado conta do sumiço da menina ao perceber que ela não tinha voltado da escola.

O avô relatou que a neta tinha medo de passar pela rua por causa do matagal. Normalmente a mãe a levava para a escola de carro, mas a rotina mudou nos últimos dias após a avó ser internada em estado grave no hospital São José, com problemas de câncer. Em dias excepcionais, quando a mãe precisava ir ao hospital, Vitória voltava para casa de ônibus.

O laudo preliminar já confirmou homicídio por esganadura, com sinais de violência. Um exame complementar deverá ser solicitado em Florianópolis para confirmar se houve estupro. Também foi encontrado vestígio de areia e água do córrego dentro das vias respiratórias.

O delegado responsável pelo caso, Paulo Campos dos Santos, não adiantou qualquer linha de investigação nesta terça. Conforme o delegado, nenhuma hipótese, como estupro ou latrocínio, pode ser descartada pela polícia. As primeiras testemunhas foram ouvidas. Boatos e possíveis versões do crime, diz Paulo Campos, não serão confirmados nem desmentidos neste momento da investigação.

O corpo da adolescente está sendo velado na capela da igreja São Sebastião, no bairro Iririú. O enterro está previsto para a manhã desta quarta-feira, porém o local ainda não foi definido.

A NOTÍCIA
 Veja também
 
 Comente essa história