Com desfiles e festa de blocos, Carnaval 2014 é lançado em Joaçaba Daisy Trombetta/Agência RBS

Com apresentação de integrantes das escolas, começa a contagem regressiva para a festa de março

Foto: Daisy Trombetta / Agência RBS

Lançado oficialmente na noite desta sexta-feira, o Carnaval de Joaçaba, no Meio-Oeste catarinense, figura entre os maiores do país. São duas festas em uma. Dá para sambar como carioca durante os desfiles das quatro escolas de samba e pular como baiano na festa dos blocos, o Carnafolia.

O pontapé inicial da festa, realizada em conjunto com a cidade vizinha de Herval d’Oeste, teve apresentação das três agremiações que concorrem ao título em 2014 e também de outra escola que desfila como convidada.

Rainhas, baterias, fantasias, luxo e samba no pé prometem agitar o público que assistir aos desfiles na Avenida XV de Novembro, nos dias 1º e 3 de março. Os enredos vão de uma viagem pelos continentes, passam pelas bebidas alcoólicas, pelos alimentos e pelo comércio. Em comum, a alegria e a vontade de fazer bonito.

A Aliança, atual campeã do Carnaval de Joaçaba e Herval d’Oeste, deve fazer um brinde na avenida. Com o enredo Tim-Tim, a verde e branco vai falar sobre o consumo do álcool, que permeia a história da humanidade. Os ícones nacionais espalhados pelo mundo, como a cachaça, terão espaço no desfile, que também vai incentivar o consumo moderado das bebidas.

Através do enredo, a escola também vai mostrar que a bebida alcoólica não é coisa dos dias atuais, mas uma das paixões mais antigas do homem. O desfile deve mostrar que, da mitologia ao comércio, da diversão à religião, os drinques acompanham a história da humanidade.

Mostrando a arte do comércio e das vendas, a Unidos do Herval vai brigar pelo título com o enredo Havante, Unidos, Compra Que Eu Vendo Alegria!. A agremiação terá o patrocínio da Havan e vai mostrar como empresa brasileira do setor varejista, com matriz em Santa Catarina, vende produtos e realiza desejos.

A arquitetura tradicional das lojas, os investimentos em decoração natalina e a imensidão de peças oferecidas nos departamentos terão lugar nas alegorias e fantasias que vão desfilar na avenida. As alegrias proporcionadas pelas aquisições e também pelo samba serão o destaque da escola.

Saindo do comércio à alimentação, a Vale Samba vai mostrar como os povos sempre viveram em comunhão com a natureza. O alimento é sagrado no celeiro do carnaval! A Vale planta alegria e vai colher felicidade é o nome do enredo da azul e branco.

A escola pretende mostrar como os povos, embora de culturas e épocas diferentes, têm em comum o hábito de alimentar-se. E vai mostrar que o Brasil é um celeiro natural onde tudo o que se planta dá.

Em sua segunda apresentação na avenida, ainda sem disputar o título, a Acadêmicos do Grande Vale deve transformar o enredo em uma viagem. Com o título Academia: Passaporte Brasil! a agremiação deve atravessar o reino da fantasia para chegar à magia do Carnaval.

O desfile deve passar pelas histórias da humanidade, as cores, a tradição, a identidade e a esperança do povo, que festeja a chegada da folia. Mostrará a saga de um viajante que passou pelos continentes e conclui que não há melhor lugar para viver do que o Brasil.

Carnaval de blocos volta à praça

Após dois anos, a reunião dos blocos voltará à Praça da Catedral. Serão cinco noites de festa e a expectativa é que cerca de 20 mil pessoas passem pelo local. A Liga Independente das Escolas de Samba de Joaçaba e Herval d’Oeste, que organiza os desfiles, também estará à frente da festa.

Conforme Sérgio de Giacometti, presidente da Liga, pelo menos 15 blocos já se inscreveram na festa. E a ideia é fortalecer ainda mais o Carnaval, uma vez que o público terá acesso fácil em ambos os eventos, que ficarão próximos um do outro e no centro da cidade.

- Estamos recebendo contatos de gente de vários estados, que quer desfilar e também aproveitar a festa de blocos. É um novo formato de Carnaval, já que os eventos ficam a menos de 100 metros de distância – frisa.

 Veja também
 
 Comente essa história