Barragem se rompe e deixa cidade de Arvoredo em estado de alerta em SC Rádio Atual FM/Divulgação

BR-282 foi inundada pela água da barragem na altura de Ponte Serrada

Foto: Rádio Atual FM / Divulgação

Uma barragem particular em Ponte Serrada estourou em razão do excesso de chuva no Oeste de Santa Catarina e pode inundar partes da cidade de Arvoredo. Cerca de 25 Bombeiros de Chapecó e Concórdia estão na cidade para auxiliar na evacuação de cerca de 30 famílias de regiões próximas ao Rio Irani e ao Lajeado Leão. Também foi solicitado reforço de bombeiros de Lages.

::: Confira todas as notícias sobre as chuvas em Santa Catarina
::: Vídeo: veja o momento em que rachadura se abre em rodovia

De acordo com o subtenente do Corpo de Bombeiros de Chapecó, Nelci Dallagnol, a Barragem do Vaccaro - CGH (Central de Geração Hidroelétrica),  estourou por volta das 14h30min, interrompendo o trânsito na BR-282. O volume de água vai desembocar no Rio Irani e deve atingir a cidade de Arvoredo por volta das 18h desta sexta-feira.

Barragem do Vacaro, rio Irani em Ponte serrada.
Foto: Cleiton Bassani/ Arquivo Pessoal


O vice-prefeito Airton Cauduro acompanha o trabalho dos bombeiros e conta que o monitoramento preciso da água permite melhor controle da situação.

— Tudo foi, inicialmente, muito tenso, avisando os moradores para deixarem suas casas, mas agora com eles fora das áreas de risco e o monitoramento do nível da água sendo feito com cautela, ficamos mais calmos. — explica.

A barragem fica a aproximadamente 56 km de Arvoredo. O rompimento ocorreu em uma região isolada e a onda de cheia deve passar por quatro PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas) antes de chegar no município. A onda de cheia já passou pela PCH Celulose Irani. A Defesa Civil Estadual está monitorando a passagem da onda de cheia pelas outra três PCHs (Plano Alto, Alto Irani e PCH Arvoredo).

::: Vídeo: rompimento da barragem em Ponte Serrada




::: Veja a galeria de fotos do tempo em Santa Catarina nesta sexta-feira



De acordo com o Corpo de Bombeiros, a barragem é de pequeno porte, mas devido ao nível alto do rio, a evacuação será feita de forma preventiva. O empresário Loreno Sartezini mora a cerca de 40m do rio e decidiu tirar todos os móveis de casa:

— Chamei amigos e familiares para ajudar a tirar tudo de casa assim que recebi o aviso da prefeitura. O momento inicial foi de pânico, mas agora a situação está mais calma. — relata.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história