Cafu teria sido expulso do vestiário da Seleção por presidente da CBF JUAN MABROMATA/AFP

Cafu acompanhou diversas partidas do Mundial nos estádios

Foto: JUAN MABROMATA / AFP

Capitão da Seleção Brasileira no pentacampeonato conquistado na Copa do Mundo de 2002, o ex-jogador Cafu foi impedido de entrar no vestiário do Brasil após a derrota de 7 a 1 para a Alemanha, nesta terça-feira, no Mineirão.

De acordo com o ex-lateral-direito, em entrevista à ESPN, a ordem para ele sair do local foi dada pelo presidente da CBF, José Maria Marin.

Leia todas as notícias sobre a Copa do Mundo de 2014
Confira a tabela completa do Mundial


— Eu queria falar com eles (jogadores), mas o presidente José Maria Marin disse que não queria pessoas estranhas no vestiário. Mas falei que não sou uma pessoa estranha, disse que queria falar uma palavra, passar um carinho pra eles (jogadores), porque nesse momento os meninos precisam de um apoio, de alguém que realmente os apoie. Foi o que fui fazer, e fiquei surpreso quando os meninos quase me tocaram no vestiário falando que eu teria de sair porque o Marin não queria. Eu, humildemente, me retirei do vestiario — afirmou Cafu.

Cafu disse que era o único ex-jogador a ter ido ao vestiário da Seleção para prestar apoio ao grupo e lembrou da derrota na final da Copa de 1998, quando o Brasil perdeu de 3 a 0 para a França, com ele em campo.

*Lancepress

Baixe o aplicativo Além do Campo, da Liga dos Fanáticos, e siga as seleções da Copa.
 
Android
 
iOS

 Veja também
 
 Comente essa história