Felipão rebate críticas do presidente da FCF: "Ele tem que ajoelhar e pedir bênção a mim" Vanderlei Almeida/AFP

Foto: Vanderlei Almeida / AFP

Após a eliminação vergonhosa do Brasil para a Alemanha na semifinal da Copa do Brasil o técnico Luiz Felipe Scolari concedeu uma entrevista coletiva na Granja Comary, em Teresópolis (RJ) e mostrou que não digeriu bem as críticas de Delfim Pádua Peixoto Filho, presidente da Federação Catarinense de Futebol (FCF) e futuro vice-presidente da CBF.

.: Delfim rebate críticas de Felipão: "só me curvo aos pés da Santa Cruz"

Delfim concedeu diversas entrevistas na manhã desta quarta-feira. Para o blog Guarda-Sol, ele disse que Felipão estava obsoleto. À ESPN Brasil garantiu que o técnico nunca mais vai comandar a Seleção e que Felipão não tem espaço em nenhum clube. Irritado, o treinador afirmou que o dirigente deveria agradecer pelo título conquistado da Copa do Brasil, em 1991, por ele com o Criciúma, a maior conquista do futebol catarinense no cenário nacional.

— O único título de Santa Catarina no Brasil quem deu foi eu. Ele tem que ajoelhar e pedir benção a mim. Não ganharam nunca, só comigo. Só ganharam com o Criciúma e eu era o técnico — disse Felipão.

Sobre as críticas de Delfim, o comandante da Seleção disse que não tinha que responder nada para ele.

.: "Só o tempo amenizará", diz psicóloga sobre o impacto para torcedores
.: Vexame brasileiro frustrou até quem não lembra o que é ser campeão
.: Como a decepção da derrota do Brasil afeta as crianças

Fora da decisão, o Brasil ainda volta a campo no sábado no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, para enfrentar Argentina ou Holanda na disputa pelo terceiro lugar da Copa.

— A gente tem que buscar uma fonte alternativa para sobreviver a esse episódio. Essa derrota foi a pior de todas. Mas não vivemos só de derrotas. Vamos continuar e buscar algumas situações para que a gente possam corrigir algumas coisas na nossa vida particular para não ter esse tsunami que aconteceu ontem — completou.

O cartola catarinense rebateu Felipão através do Twitter. Respondendo a uma observação do colunista do Diário Catarinense Rodrigo Faraco, Delfim escreveu:

— O Felipão foi quem disse bobagens. A Copa do Brasil pelo Criciúma não é o único título do futebol catarinense. Ele nunca soube do título do Avaí, campeão da Série C? Nunca soube dos títulos de campeão brasileiro das séries C e B do Criciúma? E ele não ganhou sozinho Copa do Brasil pelo Criciúma . Os jogadores a ganharam, sem falar que ele pegou um time quase todo montado. Ele é que deveria agradecer ao Criciúma e Santa Catarina, que o projetou. Antes qual o time de projeção ele tinha treinado? E o crescimento do futebol catarinense e seus clubes? Segundo estado em importância nos campeonatos brasileiros. Três clubes na Série A e dois na Série B, mais dois na Série D e cinco na Copa do Brasil. E ele não participou de nada disso. Para de dizer bobagens Felipão. Basta as várias que fizeste na Copa. Estás realmente ultrapassado, o Brasil jamais vai esquecer: o técnico do maior vexame da história do futebol brasileiro foi o boçal e autoritário Sargento Felipão. Isto tem que constar da tua não muito grande biografia — desabafou pelo microblog.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história