Armas furtadas do IGP são encontradas em sítio, em Lages Polícia Civil Lages/Divulgação

Investigação levou policiais a recuperar armamento que estava enterrado.

Foto: Polícia Civil Lages / Divulgação

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira duas pessoas e localizou 10 das 100 armas furtadas do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Lages, na Serra, no dia 24 de outubro. Foram recuperados nove revólveres e uma pistola enterrados em sacos num sítio no Bairro Bom Jesus.

A ação saiu em investigação da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Lages. De acordo com a delegada Raquel de Souza Freire, foram cumpridos um mandado de prisão preventiva e dois de busca e apreensão. A segunda prisão ocorreu pelo crime de receptação em razão do flagrante das armas.

A polícia não divulgou os nomes nem quem são os envolvidos e afirma que não encerrou a investigação. Outras quatro pessoas também foram encaminhadas à delegacia para esclarecimentos.

Leia mais:
:: Prédio do IGP é arrombado e direção acredita que bandidos buscavam armas

O arrombamento aconteceu à noite. Foram furtadas armas curtas como revólveres e pistolas. Impressões digitais foram coletadas no local.

Os autores do furto escreveram a sigla do Primeiro Grupo Catarinense (PGC) na parede do estabelecimento.
DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história