Protegidos da Princesa é bicampeã do Carnaval de Florianópolis Cristiano Estrela/Agencia RBS

Protegidos desfilará novamente na noite das campeãs nesta terça-feira, às 20h30min

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Com a crônica de uma cidade emoldurada pelo mar em transformação, a Protegidos da Princesa, escola do Morro do Mocotó, conquistou o bicampeonato do carnaval de Florianópolis. A escola contou a história das transformações culturais e econômicas vividas em Florianópolis, como o Mercado Público antes ligado ao mar, a construção das pontes, o trabalho da pesca e a tradição da renda e levou nota dez dos jurados em vários quesitos.

::: Confira como foi o desfile das escolas de samba de Florianópolis

A apuração dos resultado ocorreu na tarde desta segunda-feira na Passarela Nego Quirido. A mais antiga escola de samba de Florianópolis disputou ponto a ponto com a Unidos da Coloninha, que somou 268,1 pontos no total, mas perdeu dez pontos por ter desfilado com uma baiana a menos do que permitido. 

O presidente Moacyr Gomes se emocionou muito após a confirmação do resultado:

— Este foi o carnaval da superação. Viemos para ganhar, todos se esforçaram e deram seu máximo. Só tenho a agradecer todo mundo e à Liga das Escolas que fez um ótimo trabalho na passarela — disse.

A torcida das Protegidos também compareceu na Nego Quirido para acompanhar a apuração. A cada nota revelada a bateria comemorava. No final todos explodiram em uma grande festa, cantando samba-enredo de 2015.

A União da Ilha da Magia conquistou o 2º lugar, mas comemorou como se tivesse ganhado. A escola da Lagoa da Conceição empatou no número de pontos com a Copa Lord, mas no quesito bateria levou três notas dez dos jurados, e garantiu o vice-campeonato.

A noite das campeãs será nesta terça-feira, às 20h30min.

Consulado do Samba foi rebaixada

Dona de seis títulos do carnaval de Florianópolis, a Consulado do Samba perdeu dez pontos em 2015 por não trazer o número mínimo de componentes para a avenida e terminou em último lugar, sendo rebaixada para a segunda divisão. A agremiação fez uma homenagem a produção de carvão mineral, e contou também a história de dois frutos da cidade catarinense Criciúma: o carvão mineral e o "Tigre", time de futebol do  sul do estado.

Nação Guarani conquistou vaga no grupo especial

A escola de Palhoça, que entrou para a liga de acesso em 2011, mostrou que veio para ficar. Com o enredo "O monarca das coxilhas... semideus galopante dos pampas. Uma epopeia rio grandense, a escola garantiu o primeiro lugar no grupo de acesso e entra para o desfile principal em 2016.

Confira o resultado:

1º Protegidos da Princesa - 267,6 pontos
2º União da Ilha da Magia - 265,4
3º Embaixada Copa Lord - 265,4
4º Dascuia - 258,6
5º Unidos das Coloninha - 258,1
6º Consulado do Samba - 253,8
DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história