Médica morre em tentativa de assalto em Criciúma, no Sul do Estado Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal

Mirella Peruchi era médica radiologista do Hospital São João Batista

Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

A médica Mirella Maccarini Peruchi, 35, morreu após ser baleada em uma tentativa de assalto no bairro Michel, em Criciúma, por volta das 21h desta segunda-feira. Ela chegou a ser encaminhada para o Hospital São José, mas não resistiu e morreu cerca de duas horas depois. Um adolescente de 17 anos foi apreendido e a polícia busca outro suspeito, de 22 anos.

Segundo a Polícia Militar (PM), a médica chegava em casa dirigindo um automóvel Pajero TR4 acompanhada do marido quando foi abordada por dois homens, um deles armado, que anunciaram o assalto e ordenaram que parasse o carro. Ela acelerou o veículo e um dos homens atirarou, atingindo o tórax, pescoço e cabeça da vítima, que perdeu a consciência e colidiu contra outro carro e, em seguida, contra uma árvore.


Imagem: Arquivo Pessoal

Ainda de acordo com a PM, a corporação fez buscas na região, mas não encontrou o outro jovem suspeito, que tem diversas passagens criminais. O menor apreendido foi encaminhado para a Delegacia de Polícia da Criança, do Adolescente, e de Proteção à Mulher e ao Idoso (DPCAPMI) de Criciúma e teria confessado participação no crime e indicado que não foi o autor do disparo. O adolescente também tem registros policiais anteriores, por porte de arma. 

Mirella era formada pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e atuava como radiologista no Hospital São João Batista, em Criciúma. O velório ocorre nesta terça-feira, no crematório Millenium. 

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história