Após anúncio de corte de orçamento e da volta da CPMF, dólar opera em alta  Jefferson Botega/Agencia RBS

Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

Apesar de o governo anunciar as propostas de corte de R$ 26 bilhões no orçamento para 2016 e da volta da CPMF, o dólar opera em alta na manhã desta terça-feira. Às 10h53min, a moeda americana subia 1,11% e era vendida a R$ 3,85.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registrou baixas na abertura do pregão, também influenciada pelo pacote divulgado pelo governo na véspera. Às 10h58min, o índice Ibovespa apresentava queda de 0,82%.

— O mercado amanheceu nervoso. Durante os próximos dias, perceberemos os reflexos do que foi informado pelo governo — avalia o gestor de recursos financeiros Zulmir Tres.

Diretora da Zenith Asset Management, empresa de gestão de recursos financeiros, Débora Morsch comenta que o mercado "devolve" parte do otimismo apresentado na segunda-feira, criado pela expectativa em torno do anúncio do corte de gastos públicos.

— O mercado voltou à realidade. Talvez não seja tão fácil aprovar as medidas do governo — observa Débora.

Governo formaliza envio de pacote adicional ao projeto do Orçamento de 2016

A diretora também comenta que é difícil traçar um cenário do que pode ocorrer no país nos próximos dias na economia. Na visão da diretora, a preocupação do governo deve ser a contenção do déficit das contas públicas para que, depois da avaliação negativa da agência Standard & Poor's, um novo rebaixamento do país seja evitado.

Ao comentar o projeto de redução de gastos , Tres critica a proposta de recriação da CPMF.

— O anúncio é superficial. Depois do rebaixamento da nota de bom pagador, o governo lança medidas enganosas e mais um imposto — analisa.

Leia as últimas notícias

 Veja também
 
 Comente essa história