Com a crise afetando a atividade econômica e o pagamento de impostos, a arrecadação de tributos pela Receita Federal registrou queda pelo quinto mês consecutivo. Dados divulgados pelo órgão mostram que o recolhimento de impostos e contribuições federais somou R$ 93,738 bilhões em agosto, uma queda real de 9,32% na comparação com o mesmo mês de 2014. Em termos nominais, a queda foi de 0,68%. Foi o pior desempenho para meses de agosto desde 2010.

Arrecadação federal tem o pior resultado para meses de julho em cinco anos
Arrecadação federal tem o pior primeiro semestre em quatro anos

A arrecadação veio dentro do intervalo das estimativas coletadas pelo AE Projeções, de R$ 90 bilhões a R$ 104,50 bilhões, e abaixo da mediana de R$ 96,885 bilhões.

De janeiro a agosto, período de Joaquim Levy à frente do Ministério da Fazenda, a arrecadação federal somou R$ 805,814 bilhões, um recuo real de 3,68% e nominal 4,41% na comparação com o mesmo período do ano passado. O valor é o menor para o período desde 2010.

Leia as últimas notícias de Economia

*Agência Brasil

 Veja também
 
 Comente essa história