Catarinense passa um ano com 50 roupas no armário e relata experiência em blog Daniela Kopsch/Divulgação

Daniela posta em seu blog todos os dias um conjunto de roupas que escolheu

Foto: Daniela Kopsch / Divulgação

Quantas peças de roupas você tem no seu armário? Não sabe? A Daniela Kopsch tem 50. Após perceber que o gasto com roupas era excessivo e que não sobrava dinheiro para viajar, a catarinense de Balneário Piçarras, que mora no Rio de Janeiro, decidiu economizar de forma radical e cortar um um hábito diagnosticado como nocivo. Exceto por roupas íntimas, sapatos e assessórios, Daniela irá passar um ano sem comprar ou trocar roupas. A experiência é relatada no blog “Less is the new black”.

"Consumismo é um comportamento ultrapassado" - veja entrevista com Daniela

— Resolvi somar as despesas de um ano no cartão de crédito para saber em quê eu estava gastando o meu dinheiro. Levei um susto quando vi a soma do valor gasto com roupas. Fiquei bastante chateada pensando no que eu poderia ter investido com esse dinheiro. Nesse dia olhei para aquele armário cheio e pensei: "quero ter um guarda-roupa que caiba em uma mala" — conta a jornalista e blogueira de 27 anos.

A partir do momento em que escolheu as peças que iriam permanecer em seu guarda-roupa, o que antes parecia ser uma tarefa difícil se tornou divertido e até fácil. A limitação no número de trajes ajudou a ver todas as possibilidades que o conjunto de peças permite fazer. Antes ela usava apenas as mesmas blusas, saias, vestidos de que mais gostava, enquanto muitas roupas ficavam ociosas dentro do armário. Com menos quantidade, a diversidade de estilos se multiplicou.

Opinião: "Desapego é a chave que te dá a liberdade para novas experimentações"

— Na verdade, percebi que limitar o guarda-roupa ajudou a me vestir melhor. Eu vejo tudo o que eu tenho ao mesmo tempo, acabo tendo mais ideias de composição do que quando ficava tudo entulhado. É irônico, mas normalmente dizemos "não tenho nada para vestir" justamente porque temos coisas demais — avalia Daniela.

Para a jornalista especializada em moda Maristela Amorim, passar um ano com 50 peças é possível, embora ainda seja um desafio. A dica é usar a criatividade para, primeiro, selecionar as roupas e levar em conta os diferentes estilos, cortes, caimentos. E, segundo, para adaptar a mesma peça de várias formas, como se fossem roupas diferentes.

— Acho uma atitude interessante porque temos um hábito de consumo muito forte. Esses jornalistas blogueiros têm muito poder de influência e isso pode ajudar a disseminar valores de sustentabilidade e consumo menor, além de criatividade — defende Maristela.

No seu blog, Daniela conta a experiência de viver um ano com 50 peças de roupas e posta a foto do "look do dia". A ideia, que começou com o objetivo de organizar melhor suas contas, agora também tem a intenção de ajudar ou inspirar outras pessoas a fazer uma reeducação de consumo.

— Quando percebemos que precisamos de pouco, parar de comprar é um passo natural. O consumo fica mais consciente porque você sabe do que precisa e deixa de comprar por impulso — afirma.

 DC Recomenda
 
 Comente essa história