Claudio Loetz: Grupo Cobo chega ao Perini Business Park no primeiro trimestre de 2016 Michelle Castro/Divulgação

Jonas Tilp (D) e Claudio Bariselli, do Grupo Cobo, durante reunião de negócios em Joinville

Foto: Michelle Castro / Divulgação

A partir do primeiro trimestre de 2016, o Perini Business Park irá sediar a primeira planta do Grupo Cobo no Brasil. Mais de 60 países, em cinco continentes, já contam com a presença do empreendimento italiano que tem cerca de 130 mil metros quadrados de área construída e fatura, anualmente, 200 milhões de euros. Deste valor global, 15% estão relacionados a produtos de alta tecnologia, como tratores comandados por smartphones.

A unidade começará a operar no condomínio em uma área de 725 metros quadrados, com planos de expansão para 4 mil metros quadrados em 2017. A primeira atividade a ser implantada no local será o ponto de distribuição nacional de produtos. O passo seguinte será a produção de assentos e colunas de direção. O carro-chefe de mercado são máquinas agrícolas (36%), seguido pela construção civil (25%) e veículos industriais (25%).

Em novembro, o CEO do Grupo Cobo estará em Joinville para conhecer a cidade. A programação prevê também um roteiro pelo País com os principais clientes. Na foto, Claudio Bariselli (E), executivo de desenvolvimento do Cobo Group, e Jonas Tilp, diretor comercial do Perini Business Park. 


Leia mais colunas de Claudio Loetz no AN.com.br


Recuperação judicial

A Sul Catarinense apresentou ontem à Justiça o seu plano de recuperação judicial. No documento, a empresa propõe desconto médio de 15% nos créditos trabalhistas; 80% no caso das dívidas aos credores que têm garantia real; e 85% aos credores quirografários. A construtora já demitiu mais da metade dos funcionários. Argumenta que a situação financeira é periclitante. O faturamento do primeiro trimestre deste ano é menor do que o de janeiro de 2014. Diz ainda que tem R$ 50 milhões a receber do governo e outros R$ 700 milhões estão em contratos assinados. A companhia quer obter novos financiamentos como forma de se capitalizar.


Confaz

A 158ª reunião do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) será realizada no dia 2 de outubro, em Florianópolis. É esperada a presença do ministro da Fazenda, Joaquim Levy.


Prazos

Um banco demora 60 dias para conseguir, via Justiça, a apreensão de um imóvel, depois que o credor comunicar o devedor de seu atraso no pagamento das parcelas contratuais. Para recuperar um automóvel, a instituição financeira pode demorar até um ano. Isso porque os ritos processuais são bem diferentes.


Audiência

A Fatma fará audiência pública na segunda-feira, às 19 horas, no Mita Eventos, em Garuva, para debater o relatório de impacto ambiental (Rima) da Usina Termelétrica Norte Catarinense. O empreendimento é da Tractebel, maior geradora privada de energia no País. A unidade projetada para o Norte catarinense será movida com uso de turbinas e vapor para queima do combustível. A capacidade de geração é de 600 MW de energia, o equivalente ao consumo de uma população de 1,8 milhão de pessoas. O EIA/Rima poder ser consultado nas bibliotecas de Garuva, Itapoá, Guaratuba, Joinville e São Francisco do Sul.


Combustíveis

O Procon de Joinville divulgou uma pesquisa de preços de combustíveis. Desta vez, mostrou a relação de 19 postos que apresentaram os menores valores cobrados. Os preços variam de R$ 2,955 a R$ 2,999.

A NOTÍCIA
 Veja também
 
 Comente essa história