Depois de um mês desaparecido, menino Kaik é encontrado em Balneário Piçarras  Divulgação/Polícia Civil

Kaik conversou com o delegado Wilson Masson após ser deixado em Balneário Piçarras

Foto: Divulgação / Polícia Civil

Depois de um mês desaparecido, o menino Kaik Leonardo Bidinelli Fagundes, de 8 anos, foi encontrado em Balneário Piçarras, onde mora. O garoto foi deixado próximo à casa da madrinha, no Bairro Nossa Senhora da Paz, no final da tarde de quarta-feira. Ele não tinha sinais de agressão e estava bem de saúde. A criança foi levada até a delegacia por moradores, conversou com o delegado Wilson Masson e reencontrou familiares. Na manhã desta quinta-feira, Masson iria ouvir novamente o menino e outras testemunhas do caso.

O delegado disse que o menino estava em "condições físicas normais, bem vestido e bem alimentado". Segundo ele, uma indicação de que foi bem cuidado durante os 32 dias em que esteve desaparecido.

Relembre o caso:
Desaparecimento de menino de oito anos revolta comunidade em Piçarras
Criança de oito anos está desaparecida em Balneário Piçarras
Polícia trabalha com várias hipóteses para o desaparecimento
Policiais ajudam nas buscas por menino desaparecido em Piçarras


Enquanto aguarda a decisão da justiça, o menino ficará sob a guarda do Conselho Tutelar. Ele morava com uma tia-avó, parente por parte de pai. A criança não informou em um primeiro momento o que aconteceu e onde esteve durante o tempo que ficou desaparecido. A polícia ainda trabalha no caso, mas não acredita em sequestro.

Kaik sumiu no dia 14 de agosto, próximo da escola onde estudava no bairro Itacolomi. A investigação apurou que invés de ir para a aula, o garoto entrou em um veículo por volta de 13h. O carro não indicado não era de nenhum familiar.

A investigação, feita em conjunto com a Delegacia Especializada em Pessoas Desaparecidas de Florianópolis, ouviu 30 depoimentos e fez buscas em 10 cidades do Litoral Norte.

O SOL DIÁRIO
 Veja também
 
 Comente essa história