DIC prende trio suspeito de aplicar golpe do bilhete premiado em Balneário Camboriú Divulgação/Polícia Civil

Com os suspeitos foram apreendidos vários tipos de bilhetes e dinheiro

Foto: Divulgação / Polícia Civil

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú, prendeu três pessoas suspeitas de aplicar o golpe do bilhete na região. Dois homens, de 69 e 32 anos, e uma mulher de 30 anos foram detidos na tarde de terça-feira, no Centro da cidade. O trio foi preso em flagrante quando tentava aplicar o golpe em uma senhora de 73 anos. Eles responderão por estelionato e associação criminosa.

Leia mais notícias sobre Segurança
Curta nossa página no Facebook

Após identificar os supostos estelionatários em um veículo HB20, de cor prata, os policiais passaram a monitorar os suspeitos e conseguiram flagrá-los tentando aplicar o golpe. Enquanto o homem de 69 anos dava cobertura, os comparsas tentavam enganar uma idosa com um falso bilhete de loteria premiado. Em troca, segundo a polícia, os criminosos solicitaram que a vítima fosse com eles até o banco para ser testemunha do resgate do falso prêmio.

De acordo com a DIC, a mulher se apresentou como uma moça humilde que possuía um bilhete, enquanto o homem de 32 anos disse ser advogado e garantiu que o bilhete estava premiado.

Confira outras notícias sobre golpes e estelionato

Além disso, os dois homens teriam sido apontados em outras investigações por aplicar o mesmo golpe na região. O suspeito de 69 anos, por exemplo, teria se passado por dono do bilhete, além de ter emprestado duas vezes os carros da esposa para que os golpistas usassem nos crimes.

O delegado titular da DIC, Osnei Valdir de Oliveira, reforça o alerta para este tipo de golpe e explica que quem possui um bilhete premiado em mais de R$ 1 milhão não entregará em troca valores menores.

— Estes criminosos procuram aplicar golpes em pessoas idosas, que se tornam mais vulneráveis e entregam valores em espécie, joias, e muitas vezes fazem um empréstimo consignado para ter acesso ao pseudo bilhete premiado — observa.

O homem de 69 anos, também foi autuado por posse ilegal de munição, pois foram encontrados em sua casa uma munição calibre .38, além de outros documentos que ainda serão analisados. Após os procedimentos, os homens foram encaminhados ao Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí, e a mulher ao Presídio Regional de Itajaí.

O SOL DIÁRIO
 Veja também
 
 Comente essa história