Dólar fecha a R$ 4,14 e bate novo recorde, apesar de intervenção do BC Jefferson Botega/Agencia RBS

Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

Após fechar em R$ 4,05 na véspera, o dólar atingiu novo recorde nesta quarta-feira ao terminar o dia cotado a R$ 4,14. Com a forte alta da moeda, o Banco Central (BC) anunciou nova intervenção no mercado de câmbio.  

Entre as medidas adotadas pelo Banco Central está a oferta de novos contratos de dólares no mercado futuro, os chamados swaps cambiais. Até agora, o BC só vinha fazendo diariamente a renovação desses contratos.



Desde a semana passada, o mercado entrou em uma fase em que a elevação da moeda tem pouca relação com os acontecimentos políticos e econômicos. No entanto, entre os fatores apontados por operadores como justificativa para a alta está a sessão do Congresso na noite de terça-feira, que analisou vetos da presidente Dilma Rousseff.

Apesar da manutenção da maioria dos vetos, a não apreciação de um deles — que prevê o reajuste do Judiciário, com alto poder de comprometimento do ajuste fiscal do governo — deixou o mercado temeroso.

Veja a cotação do dólar nesta quarta-feira:



A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registrou queda no início do pregão desta quarta-feira, mas voltou a subir. Às 17h, o índice Ibovespa apresentava variação negativa de 2%, cotado a 45.340,11 

Na Ásia, a queda da produção industrial chinesa causou baixas nas ações do país.

Veja quais são os riscos do dólar a R$ 4:

*Zero Hora com agências

 Veja também
 
 Comente essa história