Dólar tem a segunda queda seguida e fecha em R$ 3,97 Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O dólar teve a segunda baixa seguida e fechou a semana cotado em R$ 3,97, queda de 0,39% nesta sexta-feira. O pregão é influenciado pelo movimento do Banco Central para conter o avanço em relação ao real. Por volta das 16h, o dólar apresentava variação negativa de 0,66% e era cotado a R$ 3,9650. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) terminou o dia cotado em 44.831,46, queda de 1,02%.

Na quinta-feira, o dólar chegou a valer R$ 4,25. No entanto, registrou queda e fechou a sessão em R$ 3,99. A baixa da moeda frente ao real ocorreu após as declarações do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, que permitiram a leitura de que poderá haver leilões de dólares no mercado à vista.

Marta Sfredo: BC aciona botão verbal antipânico

Questionado sobre o possível uso das reservas internacionais no câmbio, Tombini disse que "todos os instrumentos à disposição do Banco Central estão no raio de ação caso seja necessário à frente".


Veja a cotação do dólar ao longo desta sexta-feira:

9h9min - R$ 3,9181

— 9h30min - R$ 3,9202 

— 9h39min - R$ 3,9341

— 10h - R$ 3,9157

— 10h30min - R$ 3,9791

— 10h49min - R$ 4,0082

— 11h - R$ 3,9718

— 11h30min - R$ 3,9581

— 12h - R$ 3,9484

— 12h30min - 3,9750

— 13h - R$ 3,9498

— 13h30min - R$ 3,9839

— 14h - R$ 3,9744

— 14h30 - R$ 3,9695

— 15h - R$ 3,9603

— 15h30min - R$ 3,9643

— 16h - R$ 3,9650

— 16h30min - R$ 3,9704

— 17h - R$ 3,9739


Veja quais são os riscos do dólar a R$ 4:

Leia as últimas notícias

* Zero Hora com agências

 Veja também
 
 Comente essa história