Fenaostra começa nesta quarta-feira em Florianópolis e destaca produção certificada do molusco Marco Favero/Agencia RBS

Em 2014 a Fenaostra recebeu 35 mil visitantes que consumiram mais de 13 mil dúzias de ostras

Foto: Marco Favero / Agencia RBS

CORREÇÃO: Ao contrário do informado anteriormente, esta será a 16ª edição da Fenaostra, e não a 6ª. O erro foi corrigido às 21h27.

Com 100% das ostras certificadas pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), a 16ª edição da Fenaostra começa nesta quarta-feira e recebe o público com fartura de sabores da culinária ilhéu. Mais do que servir, o evento também terá oficinais de gastronomia durante os quatro dias de evento onde serão ensinados o preparo de pratos como tainha recheada e risoto de frutos do mar. A festa vai até domingo no Centrosul, em Florianópolis, e a entrada custa R$ 5.

Veja como foi o primeiro dia da festa

— Esse certificado garante a qualidade e origem dessas ostras com análises durante todo o processo de produção que levam em conta principalmente a qualidade da água — explica Sérgio da Silva Borges, gerente estadual de inspeção de produtos de origem animal da Cidasc.

Mas nem só de ostra será a gastronomia da 16ª Fenaostra. A partir de quinta-feira serão realizadas oficinas gastronômicas com receitas selecionadas pelo projeto Saberes e Sabores de SC, do Programa Florianópolis Cidade Criativa UNESCO. Cada oficina tem 20 vagas e os pratos serão ensinados pelos professores do Senac.

E quem quiser apenas comer e beber, o espaço do evento está dividido em três setores: Mercado Gastronômico, Mercado da Cachaça e Mercado do Pescador. O primeiro deles oferecerá 21 opções entre restaurantes e quiosques, o segundo opções de bebidas artesanais e o terceiro oportunidade de comprar ostras.

A fartura ainda inclui o Concurso Cultural Gastronômico Fenaostra Creative City dividido entre categorias profissional e acadêmica que será realizado nas faculdades Unisul e Estácio, respectivamente. As premiação, que ocorre no Centro Sul, irá contemplar os vencedores com uma viagem para um evento gastronômico na Espanha.

 

FAZENDAS MARINHAS EM SANTA CATARINA
 
A atividade proporciona aos produtores renda bruta anual de R$ 70.084.887,20 apenas com a venda de matéria prima.
 
SC concentra 95% da produção anual do Brasil (ostras, mexilhões e vieiras)
 
As propriedades têm em média 1,5 hectare

Fonte: Epagri/Cedap

 Veja também
 
 Comente essa história