Governo vai cortar R$ 4,8 bilhões do programa Minha Casa Minha Vida Prefeitura de Santa Maria/Divulgação

Foto: Prefeitura de Santa Maria / Divulgação

Dos R$ 26 bilhões em cortes no orçamento federal anunciados nesta segunda-feira, R$ 8,6 bilhões serão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Desse valor, R$ 4,8 bilhões sairão do programa Minha Casa Minha Vida.

Governo anuncia corte de R$ 26 bilhões

A intenção do governo é retirar do orçamento as despesas com o programa integralmente custeadas pela União, e deixar parte delas a cargo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Com a alteração, o fundo passaria a responder por parte dos gastos inicialmente previstos com o programa, passando a participar também da primeira faixa do Minha Casa Minha Vida, que atende famílias com renda de até R$ 1,8 mil.

"Governo coloca no trabalhador público a conta da crise", diz confederação

Segundo Barbosa, o governo enviará uma medida provisória com a proposta e também pretende modificar o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para o próximo ano.

Renan diz que medidas serão melhoradas

Além da redução de investimentos no programa, o governo também anunciou corte de R$ 3,8 bilhões no direcionamento de emendas parlamentares. De acordo com o ministro do Planejamento, a proposta é que as emendas parlamentares impositivas sejam direcionadas para obras do PAC já previstos na PLOA. A escolha dos programas ficaria a cargo dos parlamentares.





Leia as últimas notícias

 Veja também
 
 Comente essa história