Levy diz que levou a representantes de agência de risco mensagem de estabilidade EVARISTO SA,AFP/AFP

Foto: EVARISTO SA,AFP / AFP

Ao comentar nesta quarta-feira o resultado da reunião — ocorrida na terça — com representantes da agência de risco Fitch, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que os funcionários da agência de risco saíram do encontro com a convicção de que o "governo brasileiro tem compromisso com a estabilidade fiscal".

Levy disse que a reunião foi positiva: os representantes da Fitch receberam a informação de que o Brasil está procurando um novo caminho de crescimento.

Standard & Poor's retira grau de investimento de Petrobras, Banrisul e outras 34 empresas
Votação dos vetos teve condução exemplar, diz Levy

— Evidentemente, enquanto a gente não tiver essa solidez fiscal, tudo fica mais difícil. Mas eu tenho a convicção que nós vamos conseguir isso — disse.

O ministro falou com jornalistas após participar do Fórum de Segurança Jurídica e Infraestrutura na sede do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, em Brasília
 
Em abril, a Fitch manteve a nota de crédito do Brasil em BBB, mas revisou a perspectiva do país de estável para negativa. Outra agência de classificação de risco, a Standard & Poor's, reduziu, no último dia 9, a nota de crédito do Brasil de BBB- para BB+, com perspectiva negativa.

Governo envia ao Congresso PEC da CPMF e publica medidas no Diário Oficial
Reforma do PIS e da Cofins pode ser antecipada, diz Joaquim Levy

A classificação de risco é uma nota atribuída a um país por instituição especializada na análise de crédito, que avalia a capacidade e a disposição de o país honrar, pontual e integralmente, a dívida. O rating (classificação) é um instrumento relevante para os investidores, uma vez que fornece uma opinião independente a respeito do risco de crédito da dívida do país.

*Agência Brasil

 Veja também
 
 Comente essa história