Paraguaia é presa por tráfico internacional de mulheres em Biguaçu PRF/Divulgação

Operação ocorreu em sete casas noturnas na Grande Florianópolis

Foto: PRF / Divulgação

Policiais rodoviários federais, policiais civis e peritos do Instituto Geral de Perícias fizeram na noite de quarta-feira uma operação conjunta de combate à exploração sexual em sete casas noturnas da Grande Florianópolis.

Em uma boate em Biguaçu, os policiais encontraram uma adolescente de 17 anos, paraguaia, que foi trazida pela gerente da boate, que também é paraguaia, para a cidade em setembro de 2013 para se prostituir. A gerente da casa noturna, que não teve o nome divulgado, foi presa em flagrante e conduzida para a Polícia Federal pelo crime de tráfico internacional de mulheres para exploração sexual.

Leia as últimas notícias

Além desse crime, também foram encontradas duas paraguaias clandestinas no Brasil, trabalhando há algum tempo nessa casa. As duas adultas em situação irregular no país foram levadas para a PF para serem deportadas e a adolescente foi levada para o Conselho Tutelar.
DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história