Israel anunciou que esta sexta-feira, dia da oração semanal muçulmana, não terá restrições de idade no acesso à Esplanada das Mesquitas em Jerusalém, pela primeira vez em várias semanas.

A decisão, anunciada pela polícia israelense, foi tomada em um momento de esforço diplomático para reduzir a tensão entre israelenses e palestinos.

O acesso e o controle da esplanada estão no centro do esforço.

Israel proibiu há algumas semanas o acesso à Esplanada das Mesquitas, o terceiro local mais sagrado do islã, aos muçulmanos de menos de 50 anos em uma tentativa de reduzir o risco de atos violentos.

A Esplanada das Mesquitas fica em Jerusalém Oriental, a parte leste da cidade anexada e ocupada por Israel.

O local é administrado por uma fundação islâmica sob a autoridade da Jordânia. Mas Israel controla o acesso.

A área também é venerada pelos judeus, por ser o local onde ficava seu antigo templo.

A esplanada é administrada por regras não escritas (o "status quo"). Os judeus podem entrar no local em determinados horários, enquanto os muçulmanos podem entrar a qualquer momento, mas são submetidos regularmente a restrições de idade impostas por Israel.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história