Após 20 horas perdido na mata, piloto de parapente é encontrado em Pomerode Gilmar de Souza/Agência RBS

O homem de 36 anos foi localizado sem ferimentos graves, apenas com escoriações

Foto: Gilmar de Souza / Agência RBS

O piloto de parapente que se perdeu na mata após decolar do Morro Azul, entre Timbó e Pomerode, por volta das 18h de segunda-feira foi encontrado na tarde desta terça-feira pelo helicóptero Águia da Polícia Militar de Joinville e encaminhado ao Hospital Rio do Testo, em Pomerode. Ele foi encontrado bem, mas queixando-se de dor nas costas.

Dietmar Keiser foi localizado pela aeronave por volta das 12h30min com auxílio de um piloto de voo livre que conhece bem a região e participou do sobrevoo. De acordo com o major Luciano Mombelli da Luz, o homem não estava totalmente lúcido no momento em que foi encontrado e apresentava algumas escoriações por ter circulado durante toda a noite pela mata.

_ Felizmente a operação ocorreu com sucesso. Quando ele viu a aeronave, sinalizou com as mãos e foi localizado pela equipe _ conta o major do Corpo de Bombeiros.

O homem de 36 anos, natural de Jaraguá do Sul, foi localizado à esquerda da rampa no Morro Azul, na localidade conhecida como Pomerode Fundos.

Condições não estavam favoráveis para voo, afirma praticante
O integrante do Clube Pomerano de Parapente, Gilberto Conzatti, conhece bem a região e participou do resgate. De acordo com ele, a aeronave sobrevoou três vezes o local em que o piloto estava, mas somente na terceira foi possível localizá-lo, acenando com galhos nas mãos.

Na avaliação do piloto, as condições não eram as melhores para a prática do esporte:

_ O morro estava fechado com uma nuvem e ele não tinha GPS. Além disso, a condição de voo ontem não estava boa. Por isso, deu no que deu _ resume.

JORNAL DE SANTA CATARINA
 Veja também
 
 Comente essa história