O presidente sírio, Bashar al-Assad, afirmou neste domingo que é necessário "eliminar as organizações terroristas" para encontrar uma solução política ao conflito armado no país, informou a agência oficial Sana.

"A erradicação das organizações terroristas ajudaria a alcançar a solução política para crise que buscam tanto a Síria quanto a Rússia", disse Al-Assad ao receber uma delegação russa em Damasco neste domingo.

A solução "preservará a soberania, independência e integridade territorial da Síria", afirmou.

"Ele está disposto a celebrar eleições com a participação de todas as forças políticas que querem que a Síria prospere", disse o deputado russo Alexander Yushchenko em conversa telefônica desde Damasco, após encontro com Assad.

"A vitória contra o terrorismo não apenas protegerá a Síria, mas também ao restante dos países", afirmou Al-Assad.

Yushchenko, que é membro do Partido Comunista, detalhou que Assad está disposto a debater reformas na constituição e a realização de eleições, mas uma vez que a Síria esteja livre do risco do grupo jihadista Estado Islâmico.

No sábado, o ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, disse que já é o momento de começar a preparar a realização de eleições na Síria e disse que Moscou está disposto a ajudar o Exército Sírio Livre (ESL), o grupo rebelde moderado apoiado pelo Ocidente, que luta tanto contra Assad como contra os jihadistas.

As últimas eleições presidenciais na Síria foram realizadas em junho de 2014. Assad foi eleito para um período de sete anos com 88,7% dos votos em eleições criticadas pela oposição e condenadas pela comunidade internacional.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história