Com apoio de petistas, PSOL e Rede pedem cassação de Cunha Wilson Dias/Agência Brasil

Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

O PSOL e a Rede Sustentabilidade protocolaram na tarde desta terça-feira, no Conselho de Ética da Câmara, pedido de cassação do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por quebra de decoro parlamentar. Dos 45 parlamentares que assinaram o documento, 32 são do PT — o que representa mais da metade do partido de Dilma.

Conta de mulher de Cunha na Suíça pagou academia e cursos no Exterior
Dinheiro atribuído a Cunha passou por 23 contas em 4 países, diz MP da Suíça

O líder do PSOL na Câmara, Chico Alencar (RJ), rechaçou a possibilidade de uso da ação parlamentar na negociação de eventual pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

— Esse documento não será objeto de chantagem e barganha — disse o deputado.

O documento será encaminhado à Secretaria-Geral da Mesa Diretora, que terá três dias para devolvê-lo ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.

Leia as últimas notícias

É a primeira representação em 2015 no Conselho de Ética contra um investigado na Operação Lava-Jato

— É patético que na república brasileira tenhamos na presidência um parlamentar com um conjunto de ações robustíssimas de tal monta e que parte da Casa não reaja — disse o líder do PSOL na Câmara.

* Estadão Conteúdo

ESTADÃO CONTEÚDO
 Veja também
 
 Comente essa história