Débora Remor: Abertura de igrejas preocupa vigilância de Jaraguá do Sul Maykon Lammerhirt/Agencia RBS

Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

Do total de 15 igrejas vistoriadas este ano, sete foram interditadas por falta de alvará em Jaraguá do Sul. A preocupação, tanto dos bombeiros quanto da prefeitura, é que os locais de oração aumentaram muito nos últimos anos, mas sem respeito à legislação vigente ou garantias de segurança.

O setor de fiscalização da prefeitura de Jaraguá do Sul atua a partir de denúncias, geralmente reclamação de vizinhos por causa do barulho da aglomeração de pessoas. Em uma mesma rua, no bairro Jaraguá 99, três igrejas foram fechadas por não respeitar a restrição imposta pelo zoneamento, por exemplo.

O setor de vistoria dos bombeiros voluntários reclama que as congregações constroem ou se instalam no local para depois tentar regularizar a situação. Outros esperam a interdição para então adequar o imóvel.

Ligado à Assembleia de Deus, o vereador Jocimar de Lima prepara um projeto de lei para flexibilizar as exigências, especialmente para os imóveis construídos até 2010. Segundo ele, 90% das igrejas seriam demolidas se fosse levar em conta a lei atual.

Segurança e acessibilidade
A Assembleia de Deus do bairro Vila Lenzi - construída há cerca de 20 anos - foi interditada e o processo de regularização demorou quatro meses, conta o pastor Nogueira. Neste período, foram construídas rampas e banheiros acessíveis, além do trabalho de um engenheiro para confeccionar os laudos de construção.

A Igreja Católica também passou por dificuldades semelhantes. Na Matriz São Sebastião, no Centro, a regularização de toda a estrutura durou quatro anos e agora está com toda a documentação em dia. Foi preciso instalar para-raio, alarme de incêndio e hidrantes na área de missa, e outros ajustes exigidos para as demais construções como salão paroquial e área administrativa.

----------------
Outros destaques do Portal Jaraguá:

Em risco
Na semana passada, a chuva já tinha levado parte do terreno e uma árvore onde funciona o Centro de Cultura Alemã. Esta semana, o rio superou o nível da via e deixou a casa de enxaimel debaixo d’água. O imóvel construído na década de 1890, pertence à prefeitura e foi cedido à CCA. Não há dúvidas sobre a necessidade de uma obra de contenção, mas enrocamentos têm custos elevados e no momento não há recursos.

Adeus
Jaraguá do Sul perdeu mais um expoente da indústria metalúrgica com a morte de Wilson Kohlbach, de 65 anos, na manhã de ontem. Bibi, como era conhecido, sofreu um AVC e estava no hospital em Joinville. Ele também se destacava pela paixão pelo automobilismo, que fica como herança as gerações seguintes.

PMDB
O presidente catarinense do PMDB, deputado Mauro Mariani, vem a Jaraguá do Sul neste sábado acompanhar a convenção municipal do partido. Quer prestigiar o secretário estadual Carlos Chiodini, que assume por consenso o diretório. Em Guaramirim, Irvando Zomer passa o comando para o atual vice, João Vick.

A NOTÍCIA
 Veja também
 
 Comente essa história