Uma corrente global de empreendedorismo inovador, que já alcançou 600 cidades de 119 países, desembarca em Jaraguá do Sul pela primeira vez. O coração do Vale do Itapocu será o único representante catarinense fora da capital a participar do Startup Weekend, de 13 a 15 de novembro. Serão 54 horas de imersão para aprimorar ideias, analisar a viabilidade comercial e montar um plano de negócios.

Os inscritos - são 60 vagas - serão orientados por mentores e formarão equipes para se dedicar aos melhores projetos apresentados. Para decolar, o importante é que a ideia atenda a uma necessidade real ou resolva um problema, orienta Benyamin Farhad, um dos organizadores. Com a troca de experiências e testes em ambiente fechado, ao final, os participantes podem sair com ainda mais estímulo para concretizar o negócio ou abortar a ideia antes mesmo de investir.

- O segredo não é a grana, e sim a execução da ideia. É possível chegar muito longe antes mesmo de precisar do primeiro R$ 1 - diz Guido Bretzke, também organizador da SW de Jaraguá e um dos fundadores da Pip!, uma startup iniciada em 2013 e que hoje conta com mais de 111 mil usuários.

Temática
Organizado por voluntários, o Startup Weekend Jaraguá do Sul terá tema livre, até por ser a primeira edição na cidade. Mas já se estuda um evento direcionado para o ano que vem, que tenha o jeito daqui  - este ano Florianópolis participa do Global Startup Battle com foco no turismo.

---------------
Outros destaques do portal Jaraguá:

Vai encarar?
Marines Ronchi e Deleon da Rosa - do Pedal da Mari e Pedala Jaraguá - fizeram a marcação dos locais por onde os aventureiros vão passar neste domingo, durante o Macaxeira’s River. O percurso, entre Jaraguá do Sul, Corupá e São Bento, tem 84 quilômetros com até 1.670 de elevação, ou seja, alto grau de dificuldade. Hoje é o último dia para inscrições e 160 pessoas, de 25 cidades, já confirmaram presença. Os ciclistas também vão doar ração para ajudar a Ajapra com os animais recolhidos.

Patrimônio
A importância de preservar antigas construções e estruturas será tema de palestra do promotor Alexandre Schmitt dos Santos, em Schroeder, na noite desta quinta-feira. No início do ano, um decreto da prefeitura proibiu a demolição de casas erguidas até a década de 1960 e, mais recentemente, uma profissional cataloga as edificações que possam ter valor histórico.

Badesc
A prefeitura de Guaramirim quer um novo convênio com o Badesc no valor de R$ 3,5 milhões. O projeto, a ser encaminhado à Câmara até o final do mês, visa garantir recursos para pavimentação de ruas, em especial a Estrada Bananal do Sul. Em Massaranduba, os vereadores já deram o aval. O valor pleiteado é de R$ 1 milhão, também para asfalto.

Na laje
A Associação Jaraguá Tower conseguiu na Justiça a posse do edifício para terminar a obra, iniciada pela Criciúma Construções. A decisão ainda aguarda o prazo de recurso de 15 dias para ter efeito prático. Os investidores das 37 salas comerciais e 70 apartamentos já começaram a reunir comprovantes de pagamento para definir como finalizar a construção - estima-se que serão necessários R$ 9 milhões. A Criciúma Construções deixou sete imóveis inacabados - alguns nem iniciados - em Jaraguá do Sul.

Ponte do Jaraguazinho
Moradores do bairro Jaraguazinho estão preocupados com a demora na conclusão das cabeceiras para a ponte na localidade de Tifa Lennert. Eles reclamam que foram duas semanas sem atividade, mas que finalmente as máquinas da prefeitura retornaram ao local. A ponte foi doada pela Defesa Civil estadual, e havia promessa de entrega para agosto.

Bacias
A Amvali e o Comitê de Bacia do Itapocu estão finalizando o termo de referência para dar início ao Plano da Bacia do rio Itapocu. O estudo tem valor estimado em R$ 1,3 milhão e seria custeado pelo Fundo de Recursos Hídricos, que é gerenciado pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Sustentável.

A NOTÍCIA
 Veja também
 
 Comente essa história