Dilma rebate Cunha: "O meu governo não está envolvido em corrupção" Jussi Nukari/AFP PHOTO/LEHTIKUVA

Dilma Rousseff participou de entrevista com presidente da Finlândia nesta terça-feira

Foto: Jussi Nukari / AFP PHOTO/LEHTIKUVA

Em entrevista na Finlândia, nesta terça-feira, a presidente Dilma Rousseff declarou que o seu governo "não está envolvido em nenhum escândalo de corrupção". A afirmação foi realizada logo depois de a petista salientar que não comentaria as declarações do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, que disse na véspera que o governo está relacionado ao "maior escândalo de corrupção do mundo". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

— Primeiro, não vou comentar as palavras do presidente da Câmara — apontou.

— Segundo, o meu governo não está envolvido em nenhum escândalo de corrupção. Não é o meu governo que está sendo acusado — completou.

Cunha confirma que apresentará nesta segunda recursos sobre impeachment ao STF

Ao lado do presidente da Finlândia, Sauli Niinistö, Dilma também destacou que as pessoas envolvidas no escândalo da Petrobras estão presas.

— Não é a empresa Petrobras que está envolvida no escândalo. São pessoas que praticaram corrupção, e elas estão presas — ponderou.

"Lamento que sejam contra um brasileiro", diz Dilma sobre denúncias contra Cunha

Além disso, a presidente sublinhou que o governo está retomando a governabilidade.

— É absolutamente garantido que nós vamos ultrapassar essa crise.

Troca de propostas para livre comércio com UE sai até 30 de novembro, diz Dilma

Na segunda-feira, em entrevista na Suécia, Dilma descartou o risco de impeachment e assegurou que o Brasil está em busca de estabilidade política.

 Veja também
 
 Comente essa história